LoL: Em série mais acirrada na semifinal, Team oNe ganha da Havan Liberty no Circuitão

Nesta noite de terça-feira ocorreu a última partida da semifinal do Circuito Desafiante, liga que dá acesso ao CBLOL. O jogo foi entre Havan Liberty e Team oNe para conquistar uma vaga na final e enfrentar o Santos Hotforex. Em uma série mais equilibrada e com times jogando de igual para igual, a Team oNe foi melhor e garantiu a vitória. 

Ainda no Depois do Nexus, programa de plateia – agora remoto devido à Covid-19 – os analistas de League of Legends no Brasil se mostraram mais em dúvida de qual time venceria, mas que seria uma série mais difícil do que entre Santos e Falkol, em que os meninos da vila levaram a melhor também na escolha dos analistas. 

A dúvida foi respondida hoje, numa série MD5, e que contou com 4 jogos ao todo e iniciou às 18h no canal oficial da Riot Games no Brasil. 

Game 1

Ao contrário dos jogos entre Santos e Falkol, que foram um pouco mais lentos e calmos, a Team oNe pressionou para que tudo fosse bem diferente. A ideia era acelerar as partidas e tentar desestabilizar o adversário até o mid game, no máximo. Essa tática deu muito certo no primeiro jogo da série. 

Logo no primeiro minuto de partida a Team oNe invadiu bem a selva e conseguiu o primeiro abate do jogo. O jeito acelerado não mudou depois disso, com o time buscando mais e mais vantagem nos abates e conquistando alguns espaços no mapa e aproveitando essas vantagens. 

Já bem na frente do ouro e em finalizações de build, a Team oNe ganhou sem muitas dificuldades, apesar de se mostrar um pouco afoita e desgovernada em algumas chamadas. 

Game 2

Se a Team oNe achava que podia manter o mesmo plano de ser ofensivo e conquistar vantagens em team fights, a Havan Liberty chegou no segundo jogo provando que não ia ser bem assim não. Pelo contrário, foi a vez do time tomar as rédeas da partida e dominar totalmente a Team oNe.

Imagem
Na segunda partida, Nautilus e Graves foram decisivos para massacrar a Team oNe. Créditos: Riot Games

Sem força de contra ataque e de segurar as boas chamadas da Liberty, a Team oNe se viu acuada e bastante vulnerável. 

Após o Barão, a partida foi finalizada de forma muito eficiente e sem dificuldades por parte do time de dYnquedo e companhia. 

Game 3

Em um jogo um pouco mais confuso e com muita busca de abates, os dois times ficaram de igual para a igual no início do jogo. Depois de muito conflito, a Team oNe se saiu melhor e conquistou alguns objetivos, mas nada seria tão fácil assim.

Quando o Barão surgiu na terceira partida foi uma grande briga para conquistá-lo, o que resultou em abates atrás de abates para os dois lados e no fim nenhum ficou com o buff mais poderoso do jogo. 

Ainda assim, a Team oNe se mostrou mais fortalecida e encontrou oportunidades boas de sair com a vitória e precisar de apenas mais 1 jogo para chegar à final. 

Game 4

No jogo mais acirrado da série, as duas equipes vieram com mais vontade, mais estratégia e faziam de tudo para dificultar qualquer tipo de ação. Também foi uma partida bem ofensiva das duas equipes, mas também foi uma maneira de bagunçar bastante a situação e focar menos em objetivos. 

Ainda era difícil saber quem estava na vantagem aos 20 minutos, mas a Team oNe tinha um pouco mais de espaço para explorar o mapa e conquistar objetivos. A Havan Liberty demorou um pouco mais para fechar alguns objetivos, como queda de torres, e ficou um pouco acuada em certos momentos, estudando o adversário. 

Novamente com o plano de ser ofensivo demais, a Team oNe se fortaleceu para team fights e conseguiu fechar a série com a 3 vitória. 

Agora o time enfrenta o Santos Hotforex na final do Circuitão. A série MD5 começará às 13h do sábado, dia 16 e enfim saberemos quem está garantido no CBLOL e quem vai para a repescagem com a INTZ.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias