FURIA Counter-Strike: saiba tudo sobre a equipe

FURIA no Major
Foto: Reprodução/FURIA

Como foi contado na história de FalleN, o impacto do Counter-Strike nos esports no Brasil e no mundo é imenso, e uma parte muito importante dessa trajetória vem sendo escrita por uma organização brasileira que nasceu há relativamente pouco tempo. Neste artigo, o Clutch conta tudo sobre a FURIA, um dos times mais relevantes do cenário de CS mundial.

História da FURIA

A organização foi fundada no ano de 2017 pelos empresários Jaime Pádua, André Akkari e Cris Guedes, em Uberlândia, Minas Gerais. O projeto nasceu com o time de CS:GO e desde esta época já visava representar bem o Brasil em palcos internacionais.

anúncio betboomanúncio betboom

A primeira equipe era composta Nicholas “Guerri” Silva, Arthur “prd” Resende, Vinicius “VINI” Figueiredo, Guilherme “spacca”, Caike “caike” Costa e Bruno “Sllayer” Silva. Neste primeiro ano, o time já conseguiu alguns resultados expressivos no cenário nacional, como o vice-campeonato em quatro edições da Gamers Club Liga Profissional, um 2º lugar na Experience League e outro na Legion League.

VINI, Guerri, yuurih e ArT, da esquerda para direita (Foto: Reprodução/FURIA)

Algum tempo depois, a organização criou uma categoria de base, a FURIA Academy, que seria responsável por revelar jogadores importantes para a trajetória da organização.

Para alçar voos mais altos, a equipe passou por reformulações, e em meados de 2018, tinha o elenco formado por Kaike “KSCERATO” Cerato, Rinaldo “ableJ” Júnior, Andrei “arT” Piovezan, Yuri “yuurih” Boian e VINI, único jogador remanescente do time original. Já Guerri assumiu a função de técnico dos Panteras.

Com essa equipe, a FURIA conseguiu se classificar para o IEM Major Katowice 2019, sendo a primeira vez que a organização disputaria o torneio mais importante do competitivo de CS:GO.

Nesta competição, os brasileiros foram eliminados ainda na primeira fase, com uma vitória e três derrotas. Contudo, com certeza a ida ao primeiro Major serviu de experiência para que voltassem mais fortes em breve.

furia csgo
Foto: Reprodução/FURIA

Em 2020, agora com Lucas “LUCAS1” Teles no lugar de ableJ, a FURIA entrou na primeira prateleira de times no CS mundial. Isso porque foi neste período que a equipe começou a vencer seus primeiros títulos de expressão.

O primeiro deles foi a Dreamhack Masters Spring NA, na qual bateu a Team Liquid pelo placar de 3×0 na grande final. Ainda naquele ano, os Panteras venceriam o Dreamhack Open Summer NA, a ESL Pro League Season 12 NA e o IEM New York.

Todos esses bons resultados fizeram com que a FURIA chegasse a ocupar a terceira posição no ranking da HLTV, feito que ainda não foi repetido pela equipe até hoje.

arT no PGL Major Stockholm 2021 (Foto: Reprodução/PGL)

O próximo grande passo aconteceria em 2021, com a participação do PGL Major Stockholm. 

Já com André “drop” Abreu no time, a FURIA se classificou para os playoffs de um Major pela primeira vez em sua história. O feito veio depois de uma emocionante série contra a Entropia, na qual os Panteras bateram os adversários por 2×1. No entanto, os brasileiros não conseguiram ir longe na fase eliminatória, já que foram superados pela Gambit logo nas quartas de final por 2×0. 

Em 2022, com Rafael “saffee” Costa no lugar de VINI, a FURIA voltou a aparecer nos playoffs de um Major, mas caiu na mesma colocação, agora batida pela Team Spirit, também por 2×0.

No mesmo ano, a equipe deu um passo além ao vencer a poderosa NAVI nas quartas de final do IEM Rio Major por 2×1. Entretanto, a chance de ser campeão em casa com o apoio da torcida brasileira escapou pelos dedos, já que a FURIA foi derrotada na sequência pela Heroic por 2×1, de virada.

FURIA no IEM Rio Major (Foto: Reprodução/ESL)

Na primeira metade de 2023, a FURIA não conseguiu impor a força que vinha mostrando no último ano. Exemplo disso foram as eliminações precoces em competições importantes como IEM Katowice, ESL Pro League Season 17 e BLAST.tv Paris Major.

Foi neste contexto que o time passou por reformulações, com as contratações de Gabriel “FalleN” Toledo e Marcelo “chelo” Cespedes para o lugar de drop e saffee.

fallen furia
FalleN foi o principal reforço da FURIA em 2023 (Foto: Divulgação/FURIA)

Retorno ao topo

Em dezembro de 2023, a FURIA venceu seu primeiro torneio internacional em LAN desde 2019. A competição foi a Elisa Masters Espoo, na Finlândia, e os brasileiros derrotaram os europeus da Apeks na final por 3 a 1, levando para casa o prêmio de US$ 100 mil.

FURIA Elisa Masters Espoo
Foto: Reprodução/Elisa Esports

Principais títulos

  • Aorus League – Brazil: Finals – Season 1 (2018)
  • ESL LA League Season 1 (2018)
  • Gamers Club Liga Profissional: Abril (2018)
  • GG.BET Ascensão (2018)
  • Aorus League – Invitational (2018)
  • Gamers Club Liga Profissional: Maio (2018)
  • ESL Brasil Premier League Season 5 (2018)
  • ESEA Season 30: Premier Division – NA (2019)
  • ESEA Season 31: Premier Division – NA (2019)
  • ESEA Season 31: Global Challenge (2019)
  • EMF CS:GO World Invitational (2019)
  • Arctic Invitational 2019 (2019)
  • BLAST Premier: Spring 2020 American Showdown (2020)
  • Dreamhack Masters Spring NA (2020)
  • Dreamhack Open Summer NA (2020)
  • ESL Pro League Season 12 NA (2020)
  • IEM New York (2020)
  • Elisa Invitational Summer (2021)
  • IEM Fall NA (2021)
  • Elisa Masters Espoo (2023)

Equipe atual

FURIA CSGO
Foto: Divulgação/FURIA
  • Kaike “KSCERATO” Cerato
  • Andrei “arT” Piovezan
  • Yuri “yuurih” Boian
  • Gabriel “FalleN” Toledo
  • Marcelo “chelo” Cespedes
  • Nicholas “guerri” Nogueira (técnico)

Total
0
Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

melhores cassinos online melhores cassinos online