CS:GO: o que muda na FaZe com a volta de karrigan?

Na última segunda-feira, 15 de fevereiro, a organização americana FaZe Clan anunciou o retorno do capitão dinamarquês Finn “karrigan” Andersen ao time titular de CS:GO.

O anúncio veio apenas 15 dias após a chegada do canadense Russel “Twistzz” Van Dulken, ex-jogador da Team Liquid e duas vezes indicado ao top 20 dos melhores do mundo da HLTV.org.

Agora, com duas novas adições na equipe, espera-se que a FaZe retome seus melhores dias no CS:GO, quando era candidata a qualquer título que disputava. Porém, o que realmente muda no time com a adição do capitão dinamarquês? Vamos à análise.

Novo capitão

O primeiro ponto é bem simples: o time ganha um novo líder. Desde a saída do próprio karrigan em 2018/19, a FaZe não tinha um in-game leader de ofício. A equipe teve Nikola “NiKo” Kovač como IGL e, após sua saída, o brasileiro Marcelo “coldzera” David assumiu o posto, porém afirmou que seria temporariamente.

https://img-cdn.hltv.org/gallerypicture/vbXxsaJ98mPgE-Abpb8zEF.jpg?ixlib=java-2.1.0&s=0d3e7f142a4a0ef4a5251f6d558f7048
karrigan pela mousesports (Foto: HLTV)

De sangue “novo” na liderança, karrigan tentará repetir o que fez em sua primeira passagem: levar a FaZe ao topo do CS:GO mundial. Com sua adição, karrigan tirará o posto de capitão de coldzera, que voltará a ser rifler.

Papel de coldzera

Por falar nele, o melhor jogador do mundo de 2016 e 2017 terá mais liberdade para atuar dentro do servidor. Sem o papel de IGL, coldzera volta à tarefa de rifler, porém quase como um “coringa” no time, pois pode atuar de lurker, suporte e até de AWPer.

Coldzera (Foto: HLTV)

A principal tarefa de karrigan é fazer com que os outros comandados se adaptem ao seu sistema e que, quem brilhe na equipe sejam as estrelas Håvard “rain” Nygaard, Russel “Twistzz” Van Dulken e, principalmente, coldzera.

O brasileiro tem também a missão de voltar aos seus tempos de glória no jogo, onde conquistou dois Majors com a Luminosity Gaming e SK Gaming. Liderança, habilidade, talento e dedicação são poucas das muitas atribuições que coldzera tem de sobra, o que sempre credita qualquer time em ele que esteja a títulos e grandes campanhas.

Adaptação de Twistzz

A lineup da FaZe, que até meados de 2019 era reservada a europeus, agora se torna quase uma “seleção do mundo”. Não que sejam os cinco melhores jogadores do mundo, longe disso, mas agora a equipe é formada por três europeus e dois americanos (um brasileiro e um canadense, Twistzz).

https://img-cdn.hltv.org/gallerypicture/XJ5QKOz0BV2R9-7TTHbWNE.jpg?ixlib=java-2.1.0&s=6a2034126726138503b368b2122b6688
Twistzz (Foto: HLTV)

Com apenas dias de casa, o ex-Team Liquid terá outra difícil tarefa além de voltar aos seus tempos brilhantes de jogo: sua adaptação. Um novo time, nova casa e novos companheiros nem sempre são coisas simples de lidar, principalmente para um jogador que troca de continente e agora, terá que lidar com companheiros de diferentes culturas e nacionalidades.

Em paralelo, Twistzz foi contratado pela sua brilhante performance em seu tempo na Liquid, onde foi indicado duas vezes para figurar entre os 20 melhores jogadores do mundo de CS:GO, em 2018 e 2019. Seu papel na equipe ainda é um pouco incerto, mas obviamente espera-se dele performances incríveis, capazes de fazer o canadense voltar ao ranking do portal HLTV.

Consolidação de broky

Helvijs “broky” Saukants, letão de apenas 20 anos, surgiu no cenário em 2019 pela Epsilon e logo depois de seis meses, foi contratado pela FaZe. Na época, poucos entenderam a contratação do jovem para substituir GuardiaN. Porém, passado um ano e meio da transferência, é totalmente compreensível a alteração, pois broky trouxe um novo sangue ao time.

https://img-cdn.hltv.org/gallerypicture/WvoaQS6zeG8miv_0oITMG6.jpg?ixlib=java-2.1.0&s=6aafc5704a37619e1b4132450ab379b8
Broky (Foto: HLTV)

Outra coisa que broky trouxe ao elenco com sua entrada foi uma perspectiva de futuro. Assim como os times de futebol têm suas categorias de base, o esporte eletrônico também deve pensar em jogadores para o futuro. O AWPer da FaZe foi uma dessas acertadas escolhas que a organização tomou e funcionou.

Porém, nem tudo é perfeito. O jogador nascido na Letônia ainda não se consolidou como unanimidade entre os melhores snipers do mundo, mas demonstra muita maturidade apesar de sua pouca experiência e idade. Este será outro papel do capitão karrigan: levar broky à consistência total e ao seu nível máximo de jogo.

Posição de rain

Um que dispensa comentários é o norueguês Håvard “rain” Nygaard, velho conhecido do cenário mundial de CS e também ex-companheiro de karrigan na FaZe. Aliás, rain é o único dos quatro outros jogadores que esteve com o capitão dinamarquês em sua primeira passagem.

https://img-cdn.hltv.org/gallerypicture/yKMb-qrcXZ17rrW33XpEKH.jpg?ixlib=java-2.1.0&s=3c2a27d1ab07e1f135095ad09610107e
Rain (Foto: HLTV)

O player sempre teve um papel de entry fragger com karrigan e talvez aí seja a maior dúvida na cabeça do novo capitão: quem será o entry? Rain ou Twistzz? Claro que é possível alinhar ambos para que em diferentes situações, cada um seja o primeiro na fila, já que os dois possuem extrema habilidade e miras impressionantes. Inclusive, ambos podem fazer uma bela dupla sendo os primeiros na frente.

Técnico RobbaN de volta

Além do capitão karrigan, outro que deve estar de malas prontas para voltar à FaZe é o técnico Robert “⁠RobbaN⁠” Dahlström. O coach anunciou, em 2019, sua aposentadoria do cargo de técnico para se dedicar ao gerenciamento entre o time e a organização, com o papel de manager.

https://img-cdn.hltv.org/gallerypicture/-99SqF_Wx4Wlrg00Kz0HDt.jpg?ixlib=java-2.1.0&s=f1f9496a0bf738629873b4ead7c5ef1e
RobbaN (Foto: HLTV)

Em setembro de 2020, Robban foi um dos técnicos punidos pela ESIC por uso de bugs. O sueco foi banido por 5,5 meses e sua punição se encerra agora, em março de 2021. Com a liberação, espera-se que RobbaN assuma novamente o cargo de técnico da equipe, assim deixando de lado sua aposentadoria para voltar a comandar o time.

Sua parceria com karrigan já gerou muitos bons frutos para a FaZe na primeira passagem de ambos. Juntos, conquistaram sete grandes títulos entre 2017 e 2018, entre eles a ESL One New York 2017, ELEAGUE Premier 2017 e EPICENTER 2018. Quem sabe, com a reedição da dupla de líderes, a FaZe volte aos tempos mais vitoriosos que tiveram em sua história no CS:GO.

Sistema de jogo

Por falar nisso, o sistema de jogo de karrigan é bem conhecido por quem acompanha de perto as partidas do mais alto nível de Counter-Strike. O capitão tem um estilo bem cadenciado de jogo, sabe posicionar muito bem sua equipe e possui estratégias inovadoras.

Como citado anteriormente, os primeiros da fila nas execuções devem ser Twistzz e rain, não necessariamente nesta ordem. Eles podem variar entre um fazer o entry e o outro fazer o papel de trader. Logo atrás, virá o AWPer broky, com o poder de fogo mais potente do jogo, seguido do capitão karrigan, que deverá fazer o papel de suporte, com bombas e dando calls. Sobra coldzera, que deve ser o lurker da equipe, fazendo o papel de “costinha”, algo que ele sempre fez com maestria em seus tempos de melhor do mundo.

O próprio karrigan

Ao contrário do que pode parecer, karrigan não saiu da mousesports por mau desempenho. A organização alemã queria a permanência do capitão, que recusou uma renovação de contrato para justamente ficar livre no mercado e assinar uma melhor oportunidade.

https://img-cdn.hltv.org/gallerypicture/qQkdSVXJYX-DhUSkP1TiUp.jpg?ixlib=java-2.1.0&s=be06120f71eec5171928ad9dc8af5785
karrigan está de volta à FaZe (Foto: HLTV)

Neste pensamento, veio a FaZe. O dinamarquês sabia que o time ficaria desfalcado com as eminentes saídas de Kjaerbye e olofmeister, então optou por esperar um contato de seu antigo time.

Ao final de sua primeira passagem, karrigan foi alvo de duras críticas por parte da torcida, que o apontava como culpado pelo fraco desempenho da equipe. Atuações coletivas ruins e individuais piores ainda fizeram com que a FaZe dispensasse o capitão.

Porém, com sua entrada, a mousesports passou de coadjuvante a protagonista no cenário mundial. O dinamarquês organizou o time dentro e fora do servidor, levando a organização a um patamar jamais atingido antes pela equipe. Foi exatamente esse tipo de mudança e melhoria que chamou novamente a atenção da FaZe.

Agora, resta a questão. Será karrigan capaz de organizar novamente o time da FaZe e os levar ao topo de novo? E uma pergunta mais intrigante ainda: karrigan será capaz de entregar resultados individuais juntamente com sua posição de capitão?

Essas respostas só virão com o tempo. Porém, deixe aqui embaixo sua opinião sobre a adição de karrigan na FaZe e o que acha que muda nesse time.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias