Universidade do Reino Unido oferece bolsas de esports exclusivas para mulheres

Com o objetivo de reduzir a diferença de gênero no esporte eletrônico, a Universidade de Roehampton, no Reino Unido, lançou no início deste ano um programa de esports exclusivo para mulheres. Inicialmente, as bolsas eram voltadas apenas para jogadoras que tinha interesse no competitivo, porém a instituição de ensino anunciou mudanças para os próximos anos.

+ PUBG Mobile é o jogo para celular que mais arrecadou em 2020, com R$ 13 bi; veja lista
+ Free Fire: Chrono, personagem de Cristiano Ronaldo, chega neste sábado

A partir de agora, Roehampton também fornecerá bolsas para estudantes interessados no universo geral do esporte eletrônico. Ou seja, agora também será possível receber apoio para se aprofundar e conhecer mais sobre os esports de outras maneiras, como o lado comercial, marketing e jurídico, por exemplo. A ideia é formar profissionais que consigam atuar além do ramo competitivo.

“Em vez de tentar construir uma nova geração de jogadores de esports, estamos tentando construir a próxima geração de profissionais dos esportes eletrônicos”, afirmou Jonas Kontautas, coordenador do setor de esports da universidade, ao site SW Londoner.

Para ele, o principal objetivo da nova abordagem é fazer com que os alunos adquiram “habilidades transferíveis”, como de “falar na frente das câmeras, organizar equipes ou abrir negócios por meio do esporte eletrônico”, por exemplo. Assim, o programa se aproximaria mais da realidade, envolvendo também o lado de negócios do universo esportivo.

Atualmente, a bolsa “Women in Esports” está avaliada em R$ 10,3 mil por ano. Além disso, as inscrições para o ano letivo de 2021 abrirão no próximo mês, previstas para começar no dia 14 de janeiro, e podem ser feitas por meio deste link.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img