Deposite $10 e ganhe mais $10

O primeiro dia da semana 5 começou agitada no campeonato europeu de League of Legends, ocorrida nesta sexta-feira. Começando a partir das 14h do horário de Brasília, os jogos foram importantes com a corrida para os playoffs cada vez mais acirrada e decisiva. 

Antes dos jogos a expectativa que o Kartus fosse um campeão utilizado na jungle era grande, com os analistas mostrando a força do personagem nesse patch. No entanto, ele ainda não apareceu na primeira partida do dia. Isso mudou em outros jogos. Mas, vamos por etapa e falar de cada jogo. 

Mad Lions vs Misfits

A primeira partida já elevou bastante as especulações de como podia ser um grande jogo, já que a Mad Lions conseguiu ganhar da Fnatic semana passada. Será que os leões iam surpreender novamente? Bem, eles até tentaram, mas a Misfits fez um dos jogos mais limpos e consistentes até aqui. 

A Misfits já começou tentando acelerar o jogo e fez o first blood, focou o início do jogo na rota do meio, dando poderes ao Azir do time. O resultado foi impressionante: uma diferença de 4k de ouro nos primeiros 15 minutos. Ryze, escolhido pela Mad Lions não performava de jeito nenhum pois não conseguia jogar com a pressão da Misfits. 

Com a vitória, a Misfits fica com 7-2 e desponta como uma das surpresas da temporada. Créditos: Michal Konkol/Riot Games

Chegou um ponto em que os leões não estavam só acuados na rota do meio, mas no mapa todo. Eles ainda tentaram punir conseguindo dragões e torres, e foram bem quando a Misfits conquistou o buff do 1º Barão, aniquilando boa parte do time adversário. Mas nem isso foi o bastante para segurar a onda de brilhantismo da Misfits. 

Vitality vs Schalke 04 

As duas lanterninhas do campeonato também se enfrentaram, e diferente das outras partidas, a Vitality praticamente entregou logo o jogo para o adversário e voltaram pra casa. Mesmo sem vitórias até aqui, a Vitality brigava bastante no início da partida e conseguia trazer perigos aos adversário. Mas isso mudou neste jogo.

A Vitality apenas fez o first blood, seguido de double kill, e sumiu da partida. Até os 17 minutos, ambas as equipes estavam igualadas em abates, mas a Schalke já estava avançada no mapa, com um controle bem equilibrado. A SO4 conseguiu a primeira torre do jogo, o primeiro dragão e aos poucos já tinha toda a partida na mão. 

E foi assim até o fim da partida, com a Vitality bem apática e sem sintonia alguma de punir ou fazer jogadas. A Schalke agora soma 2 vitórias e dá esperança de uma retomada para este ano. Para a Vitality, se as coisas continuarem assim, será difícil para o clube se manter competitivo em 2020. 

G2 vs Excel Esports

Em dia brilhante e genial da G2, a vitória foi relativamente fácil e com um controle de jogo incrível. Jankos, o destaque da partida, escolheu o famigerado Kartus que os analistas estavam dizendo, e destruiu o jogo da Excel. 

Ao contrário das outras partidas, em que a G2 começou atrás e teve que salvar o jogo no meio e fim da partida, os samurais já começaram com força total. Pressionou mais, fez o first blood, conseguiu os 2 primeiros dragões, e ainda conseguiram o 2º Arauto, que derrubou a primeira torre para o time. 

A XL, em contrapartida, se sentindo um pouco acuada, tentou punir com torres. Destruíram as duas primeiras torres do jogo, para que a diferença do ouro não disparasse, já que a G2 estava em vantagem nos abates. A estratégia foi importante de início, mas as team fights não encaixaram de maneira alguma. 

Ao fim da partida, a G2 chegava a brincar com a Excel nas team fights, pois o jogo estava totalmente controlado e na mão da G2. Junto com a Misfits, os samurais somam 7 vitórias e 2 derrotas. 

Origen vs SK Gaming

Também em busca da liderança do Spring Split, a Origen tinha que ganhar para se manter competitiva contra a Misfits e G2. E em um jogo seguro e de alta confiança, engoliram a SK Gaming em etapas. 

Junto com a G2 e Misfits, Origen continua como os times a serem batidos nos playoffs. Créditos: Michal Konkol/Riot Games

A SK pressionou bastante os primeiros minutos do jogo, realizando o first blood, atrapalhando na selva e assim por diante. No entanto, a OG conseguia punir poquíssimo tempo depois. Kartus foi pickado pela SK Gaming, na tentativa de dar mais dano e acelerar o jogo. Acontece que a OG soube lidar com o campeão e neutralizou todas as chances de ataque da SK. 

Neutralizando o Kartus, e segurando bem as team fights, a Origen saiu com a vitória após conseguir o Barão e finalizar o jogo após 30 minutos. 

Rogue vs Fnatic

A última partida do dia foi para finalizar com chave de ouro. A Rogue mostrou sua força e perigo nesse Split e se ganhasse da Fnatic, podia subir na tabela. Mas tudo, absolutamente tudo deu errado para o time hoje. 

As punições contra a Fnatic até aconteceram nos primeiros minutos, pois a Rogue derrubou a 1ª torre e conquistou o 1º Dragão. Mas foi isso. Zac, pickado pela Fnatic para ficar no topo, acabou com os planos da Rogue nas team fights. E a vantagem dos fanáticos nas team fights que deu a vitória ao time.

Era impossível matar o Zac, que acabou com Kled no topo e iniciou a maioria das team fights. Durante o meio do jogo, a Syndra, utilizada pela Rogue, até tinha dano o bastante para fazer frente aos tanks, mas já para o final da partida e com o buff do Barão, não dava mais para fazer nada. 

O Ezreal do Rekkles estava insano já. Era muito dano nas team fights enquanto a Rogue tentava matar o Zac. Créditos: Michal Konkol/Riot Games

Foi o primeiro jogo da Fnatic em que ela ganhou com facilidade, se divertiram jogando, e estavam em uma sintonia incrível, fluindo bem todos os objetivos de Summoner’s Rift. 

Amanhã há o 2 dia da semana 5, para vermos o fechamento da rodada da LEC. Os jogos começam mais cedo, à partir da 13h do horário de Brasília, com transmissão nos canais oficiais da Riot Games.

Deposite $10 e ganhe mais $10

Deixe seu comentário