CS2: multa de n1ssim pode chegar a US$ 150 mil

n1ssim paiN
N1ssim no PGL Major Copenhagen pela PaiN (Foto: Stephanie Lindgren/PGL)

Um dos destaques da paiN Gaming no PGL CS2 Major Copenhagen 2024, Vinicius “n1ssim” Pereira retornou à Sharks após o fim do empréstimo. Em entrevista à página Brasil Storm, o CEO da organização portuguesa, João Duarte, afirmou que não há nenhuma negociação em andamento pelo jogador e que a multa pode chegar a US$ 150 mil, cerca de R$ 762 mil na cotação atual.

“Neste momento não há qualquer negociação. Há muita desinformação e muito
rumor”, disse Duarte.

anúncio betboomanúncio betboom

A declaração foi dada um dia depois da paiN afirmar no X (antigo Twitter) que estava negociando com a Sharks pela permanência de n1ssim. Sem o jogador, a equipe utilizará Marcelo “nyezin” Ramos, do Academy, nos próximos campeonatos.

O CEO da Sharks explicou que a paiN tinha até o fim de fevereiro para acionar a
compra por um valor próximo dos US$ 20 mil (~R$ 101 mil). Contudo, a organização portuguesa recebeu uma negativa da paiN, que queria ver n1ssim atuando em LAN para dar uma resposta final.

“A partir daí, se o jogador não funcionasse na LAN, ficou claro para a Sharks que a paiN não iria pagar nada já que não ficaria com o jogador. E se n1ssim brilhasse, como brilhou no Major, o valor a pagar seria outro mais alto por razões óbvias. A única proposta que a Sharks teve da paiN foi que ela queria ficar com o jogador pelo valor inicial, muito baixo, e que a paiN não quis pagar quando não tinha, na sua visão, certezas sobre a qualidade do jogador. Ora, o risco tem de ser para os dois lados”, afirmou o executivo.

Apesar de não estar ocorrendo nenhuma negociação entre as organizações, o CEO da Sharks disse que as portas não estão fechadas para a paiN.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

melhores cassinos online melhores cassinos online