CS:GO: Valve volta atrás, e treinadores terão custos do RMR pagos

RMR
Foto: Reprodução/ESL

Apenas algumas horas depois de causarem um grande burburinho na comunidade ao anunciarem que apenas as despesas dos cinco titulares das equipes seriam pagas durante os torneios Regional Major Ranking (RMR), BLAST e Valve voltaram atrás na decisão e enviaram um email de atualização afirmando que os times agora poderão mandar até seis membros com todos os custos de passagem e acomodação pagos.

A informação foi revelada por Joshua “m1cks” Micks, treinador da Detonate, um dos primeiros a tornar público a polêmica decisão anterior.

anúncio betboomanúncio betboom

O fato dos times não terem os custos dos treinadores pagos pela organizadora causou grande revolta na comunidade. Wilton “zews” Prado e Gabriel “FalleN” Toledo foram dois nomes brasileiros que questionaram a atitude da Valve perante o assunto.

“Difícil imaginar qual o benefício disso”, indagou FalleN ao saber do caso.

“Graças a Deus o Fluxo tem condições [de bancar], mas sei que tem muita organização aí fora que não tem e isso é mais zoado ainda”, complementou zews.

Os RMRs para o BLAST.tv Paris Major começam em abril, com o RMR das Américas começando no dia 5. Dezesseis times do continente participam e disputam cinco vagas para o Major, com apenas o melhor se classificando com status de Legends.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

melhores cassinos online melhores cassinos online