CS:GO: Flusha é condenado na Suécia por sonegação de impostos

O rifler da Fnatic Robin “flusha” Rönnquist foi condenado pela justiça da Suécia por sonegação de impostos nesta quarta-feira (18). Segundo o site Fragbite, a condenação veio por omitir ganhos relativos ao ano de 2015 no valor de 1.041.536 coroas suecas, o equivalente a quase 644 mil reais.

Assim, Flusha terá que cumprir 120 horas de serviço comunitário, sentença dada pelo Tribunal Distrital de Attunda. Além disso, o jogador terá que pagar o imposto devido com uma sobretaxa de 40%, o que resultará em um pagamento a mais de 200 mil coroas suecas, ou 123 mil reais. Ele também foi multado em 800 coroas suecas (~R$ 496), dinheiro que será destinado ao Fundo Sueco para Vítimas do Crime.

+ CS:GO: MIBR inicia contatos para manter leo_drk para 2021
+ CS:GO: MIBR domina forZe e se classifica aos playoffs da Flashpoint

De acordo com o Fragbite, Flusha admitiu que foi negligente em relação a declaração de impostos, mas que a sonegação não foi feita de maneira intencional. A investigação concluiu que o jogador não tinha o entendimento de que seus ganhos nos torneios de CS:GO deveriam ser contabilizados como receita pessoal.

2015 foi um dos melhores anos, senão o melhor, da carreira de Flusha. Junto da Fnatic, ele venceu dois Majors (ESL One Cologne e ESL One Katowice) e a ESL Pro League por duas vezes, além de diversos outros torneios menores. No fim do ano, a organização sueca arrecadou cerca de 880 mil dólares apenas em premiações.

Na Suécia, o dinheiro arrecadado com torneios de esports deve ser declarado como receita e está sujeito a impostos, que podem chegar a até 57% dos ganhos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias