CS:GO: HObbit é acusado de ‘match fixing’ por ex-companheiro de time

Foto: Reprodução/PGL

Nome não muito conhecido do cenário mundial, Rustam “5TRYK#R” Älımqūlov está agora nos holofotes do CS:GO após denunciar Abay “HObbit” Khasenov, hoje na Cloud9, por ‘match fixing’ (manipulação de resultados) em 2015, quando eram companheiros de equipe na PARTY. A informação foi apurada pelo site Dexerto.

+ Gaules bate recorde e supera 430 mil espectadores em vitória da Imperial
+ CS:GO: “FalleN é o jogador mais superestimado da história”, afirma Thorin

anúncio betboomanúncio betboom

À época, os jogadores da tag teriam combinado perder rounds pistols no lado TR de partidas de um torneio regional do CIS. Com isso, eles apostavam contra si mesmo e lucravam em cima dos resultados. Segundo 5TRYK#R, cada um dos profissionais teria ganhado cerca de US$ 5 mil com estes rounds perdidos.

As denúncias de 5TRYK#R estariam, supostamente, motivadas por uma doença séria que ele enfrenta. Por conta disso, o ex-jogador alega querer deixar as coisas certas caso algo de pior aconteça. Entretanto, mesmo que a decisão de tornar a história pública tenha sido tomada recentemente, o ex-jogador tinha provas guardadas dos acontecimentos desde 2015.

Dessa forma, 5STRYK#R publicou vários vídeos no YouTube que comprovam as suas acusações. Eles contam com comunicações dos jogos, bem como print dos resultados das partidas em que teriam feito o matchfixing. Vale ressaltar que ele acusa não só HObbit, mas também Bektiyar “fitch” Baqytov, que teve passagens na AVANGAR e Gambit, Adlet “⁠keeN⁠” Nyrseytov e Magzhan “⁠fANTASTIKA⁠” Temirbolat.

Em algumas partes do vídeo, que está todo em russo, é possível ver gravações dentro dos servidores do CS, onde a PARTY age de forma estranha em alguns rounds pistols. Embora o vídeo de gameplay não comprove muita coisa, na comunicação em alguns rounds é possível ouvir que os jogadores citam sites de aposta.

A Comissão de Integridade nos Esports (ESIC) levou as acusações muito a sério e vai abrir uma investigação própria sobre o caso. Em seu perfil no Twitter, HObbit disse “nunca ter se envolvido com manipulação de resultados” e que está “totalmente preparado” para ajudar as investigações da entidade.

“Tudo o que eu alcancei, conquistei através de trabalho duro e perseverança. Minha reputação está acima de tudo para mim”, disse o jogador.

Vale ressaltar que a Cloud9 enfrentará os brasileiros da Imperial ainda nesta segunda-feira (16), em partida válida pelo PGL Major Antwerp 2022.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

melhores cassinos online melhores cassinos online