DOTA 2: FURIA Esports anuncia sua saída da modalidade

A organização FURIA Esports anunciou por meio do seu CEO, Jaime Pádua, que está de saída do game Dota 2. Um dos motivos do encerramento da sua participação na modalidade é a falta de clareza por parte da desenvolvedora em relação a campeonatos e aos novos planos para esports em meio à pandemia de COVID-19.

+Com 1,3 milhão de jogadores simultâneos, CS:GO bate recorde de Dota 2
+Torneio beneficente de Dota 2 reccebe doação anônima de R$ 55 mil

Em junho de 2019, a organização brasileira anunciou sua entrada no competitivo de Dota 2 ao adquir uma equipe que tinha nomes fortes no cenário nacional, como o de Heitor “duster”, que competiu pela paiN Gaming no passado. No entanto, a falta de investimento da Valve no cenário sul-americano foi um dos motivos para que a organização decidisse abandonar a modalidade.

Segundo divulgado em nota, a pandemia de COVID-19 gerou um grande problema para o cenário, já que competições foram adiadas ou canceladas. Sem perspectiva concreta para este ano, a FURIA decidiu então encerrar suas atividades no Dota 2. Em comentário realizado na mesma nota, André Akkari, um dos donos e investidores da FURIA, comentou sobre a falta de investimentos da Valve.

A equipe atual era formada por:

  • Leonardo ‘RdO’ Fernandes
  • Heitor ‘Duster’ Pereira
  • Henry ‘murdOc’ Felipe
  • Diego ‘Sexyfat’ Barini Santamaria
  • Lucas ‘Hyko’ Morais
  • Filipe ‘Astini’ Astini (coach)

 

Foto de capa: FURIA Esports

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias