Segundo o jornal chinês South China Morning Post, o fundador da Invictus Gaming, Wang “WXZ” Si-Cong, está com débitos que somam 21.6 milhões de dólares por conta de processos judiciais nas cortes chinesas. A notícia veio após uma ordem judicial que impede Wang de fazer viagens de primeira classe, se hospedar em hotéis de luxo, comprar imóveis, ir a boates e até de jogar golfe.

Tudo começou por conta de um processo de dezembro do ano passado envolvendo o apresentador Cao Yue, ex-Panda TV, do qual Wang também é CEO. Mesmo com a justiça batendo o martelo na ocasião, o empresário se recusou a pagar uma dívida de 515 mil dólares a Cao e por conta disso, teve seus privilégios cortados.

Entretanto, as restrições impostas a ele podem ser suspensas pelo tribunal se forem consideradas um impedimento a realização de seus negócios.

Vida de luxo

WXZ é conhecido por uma vida de muita luxúria. E não é por menos. Ele é filho único do bilionário Wang Jianlin, que já foi eleito o homem mais rico da China. Jianlin possui uma fortuna estimada em 12.5 bilhões de dólares e é fundador da maior imobiliária chinesa, além de possuir 15% do clube Atlético de Madrid, da Espanha.

Já seu filho, é bastante famoso nas redes sociais chinesas – onde possui mais de 44 milhões de seguidores – pelos mimos que dá a seu cão Coco, da raça Malamute-do-alasca. O animal de estimação já foi fotografado ao lado de oito iPhones 7s, usando dois relógios Apple Watch e também dentro do jato particular da família, ao lado de um pote com seu nome cravado em pedras.

Coco e seus oito iPhones (Foto: Daily Mail)

Invictus Gaming

Recentemente, a Invictus Gaming representou a LPL no Mundial de League of Legends, do qual foi semifinalista da competição. Na ocasião, ela perdeu para a FunPlus Phoenix, que acabou por se consagrar a grande campeã ao derrotar a G2 Esports na final, realizada em Paris.

 

Foto de capa: Riot Games

Deixe seu comentário