Principal universidade da China cria curso de gestão em esporte eletrônico

Uma das maiores potências mundiais no âmbito diplomático, a China é palco de diversos movimentos pró-esporte eletrônico. Logo após jogadores profissionais serem reconhecidos como “profissão respeitável”, a Peking University, principal universidade chinesa, anunciou a criação de um curso voltado para a área de gestão nos esports.

Segundo a descrição no site, o curso tem duração de três meses e as aulas visam “melhorar os talentos industriais dos esportes eletrônicos”. Uma das principais responsáveis pelo projeto, Wenyi He revelou que o objetivo principal não é ensinar os alunos a jogar. Com isso, o curso contará com diversas outras matérias como estratégia, filosofia, gestão, esportes, tecnologia e indústrias culturais.

+ VALORANT: Vivo Keyd anuncia torneio feminino; equipe campeã integrará a organização
+ Toxicidade: a comunidade de esports tem salvação?

Entre os responsáveis por ministrar as aulas estão especialistas em esports e empresas voltadas para este ramo. Eles atuarão como uma espécie professores sobre determinados temas. Entretanto, a maior parte do corpo docente será da Peking University.

“Nosso país enfatiza o desenvolvimento da economia digital, que inclui um caráter central da indústria cultural digital. Esporte eletrônico é um dos conteúdos importantes para a indústria digital. Do ponto de vista dos esportes, cultura e tecnologia, queremos entender o valor central dos esports”, disse He.

Para fazer o curso, é preciso investir 68 mil Renminbi, o equivalente a US$ 10,5 mil. Este valor corresponde a cerca de R$ 59,6 mil de acordo com a cotação atual. O alto custo justifica-se porque a Peking University está entre as 23 melhores universidades do mundo, de acordo com o QS World University.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img