Confederação de esports é reconhecida pelo governo da Suécia

Povo com a bandeira da Suécia / Ola Ericson/imagebank.sweden.se

Dois anos após ser deixada de lado, a Confederação sueca de esports foi aprovada como novo membro da Confederação Nacional de Esportes da Suécia. O anúncio foi feito neste domingo (28), junto com a apresentação do novo presidente da entidade, Karl-Erik Nilsson. A Federação sueca de fitness funcional também foi aceita, enquanto a União sueca de taekwondo foi rejeitada.

O fato, inclusive, já foi comemorado por uma das organizações suecas, a GODSENT, que, no Twitter, publicou um vídeo com o treinador Maikil “Golden” Selim falando sobre a aprovação: “Suécia mais esports é verdadeiro. Hoje comemoramos que os esports, após anos de luta, finalmente foram aceitos na Confederação Sueca de Esports. Está é uma grande vitória para os esports na Suécia e fortalecerá ainda mais nossa posição como uma das principais nações do mundo”.

anúncio betboomanúncio betboom

Realmente, os suecos vinham travando uma árdua batalha pelo reconhecimento dos esports. O caso mais emblemático aconteceu em 2021, ainda durante a pandemia do COVID-19, quando a confederação de esports se aplicou para ser reconhecida pelo governo, mas foi negada, o que culminou na não realização do mundial de Dota 2, o The Internacional, que acabou acontecendo na Romênia e teve premiação superior a US$ 40 milhões.

+ “Games estão ensinando a molecada a matar”, diz Lula em discussão sobre violência nas escolas
+ VALORANT: jogador é preso por manipulação de resultados
+ ENCE teve lucro de quase € 1 milhão em 2022

A Suécia não é o único país europeu que reconhece os esportes eletrônicos. Sede do último Major de Counter-Strike: Global Offensive, a França reconhece os esports desde 2016 e, em janeiro deste ano, criou um visto especial voltado aos jogadores de esportes eletrônicos, que, de acordo com a ministra do Esporte, Amélie Oudéa-Castéraesse, servirá para auxiliar a contratação de estrangeiros por parte de equipes francesas. Em contrapartida, em 2023, por duas vezes, a ministra do Esporte do Brasil, Ana Moser, realizou duas falas polêmicas contra os esports.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

melhores cassinos online melhores cassinos online