Executivo da Riot é afastado após atribuir morte de George Floyd a “estilo de vida criminoso”

Ron Johnson, Chefe Global de Produtos de Consumo da Riot Games, foi afastado da empresa e está sob investigação após um post polêmico em seu perfil no Facebook. Na publicação, o executivo insinua que a morte de George Floyd se deveu ao seu “estilo de vida criminoso”.

“Isso não é motivo para justificar sua morte pelo policial, que ainda precisa ser investigado como um crime em potencial. É uma oportunidade de aprendizado às pessoas (e seus filhos) de ensinarem que esse tipo de estilo de vida criminoso nunca resulta em coisas boas acontecendo com você ou com as pessoas ao seu redor”, disse Johnson.

Após a imagem viralizar por redes sociais e fóruns de League of Legends, a Riot Games prontamente se pronunciou. A empresa afirma que “o sentimento nessa imagem é diretamente contrário à nossa crença de que abordar o racismo sistêmico requer uma mudança social imediata”. Por isso, o executivo foi afastado de suas funções e o caso será investigado mais profundamente.

+ LoL: Riot Games revela detalhes sobre rework em Dr. Mundo
+ LoL: Série Arcane tem lançamento mundial adiado para 2021

Caso George Floyd

No dia 25 de maio, George Floyd foi preso pela polícia de Mineápolis, Estados Unidos, por tentar passar uma nota de 20 dólares falsa em um estabelecimento. Durante a abordagem, um dos policiais o imobiliza e coloca seu joelho na nuca de Floyd. O agente da lei em questão é Derek Chauvin, ex-colega de trabalho de Floyd, com quem tinha sérias desavenças. Espantadas com a atitude do policial, pessoas na rua começam a gravar a cena.

Por oito minutos, Chauvin mantém seu joelho na nuca de Floyd, que diz diversas vezes que não está conseguindo recuperar. Após Floyd para de se mexer, um dos policiais chama uma ambulância. Entretanto, ele é declarado morto no hospital.

O caso repercutiu em todo o mundo, levantando novamente o debate sobre o racismo estrutural, fortemente presente nos Estados Unidos. Chauvin foi preso e os demais policiais demitidos da corporação.

Em apoio à causa, a Riot Games divulgou que fará fortes investimentos no combate ao preconceito e ao racismo. No total, a iniciativa distribuirá mais de 10 milhões de dólares entre ONGs e startups.

anúncio betboomanúncio betboom

Total
0
Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

melhores cassinos online melhores cassinos online