Forbes elege as 10 organizações mais valiosas dos esports

“Nova corrida do ouro?”. Esse é o ponderamento que a Forbes faz sobre as organizações de esports em uma matéria divulgada nesta terça-feira (5). Nesta reportagem, a revista elegeu as 10 mais valiosas do esporte eletrônico.

Com marcas conhecidas como Cloud9, Team Liquid, FaZe Clan e Immortals Gaming Club, a revista revelou o valor de mercado de cada uma delas. Além disso, chegou a comparar a popularidade dos videogames nas redes sociais com times gigantes da NFL (futebol americano) e MLB (baseball).

Donas do cenário

Juntas, as 10 empresas somam um valor de US$ 2,425 bilhões, que corresponde a cerca de R$ 9,85 bilhões de acordo com a cotação atual. Líderes isoladas da lista, Cloud9 e Team SoloMid empatam na primeira colocação com um valor de mercado que gira em torno de US$ 400 milhões.

  1. Cloud9 (EUA) – Valor estimado: R$ 1,6 bilhão
  2. Team SoloMid (EUA) – Valor estimado: R$ 1,6 bilhão
  3. Team Liquid (HOL) – Valor estimado: R$ 1,2 bilhão
  4. FaZe Clan (EUA) – Valor estimado: R$ 957 milhões
  5. Immortals Gaming Club (EUA) – Valor estimado: R$ 837 milhões
  6. Gen.G (COR) – Valor estimado: R$ 738 milhões
  7. Fnatic (UK) – Valor estimado: R$ 698 milhões
  8. Envy Gaming (EUA) – Valor estimado: R$ 678 milhões
  9. G2 Esports (ESP) – Valor estimado: R$ 658 milhões
  10. 100 Thieves (EUA) – Valor estimado: R$ 638 milhões

Counter-Strike, Fortnite, Dota 2, Rainbow Six Siege são alguns dos jogos de esports presentes no dia a dia das organizações. Contudo, apenas FaZe Clan e Envy não possuem um time de League of Legends, a maior modalidade da área.

Dessas 10 maiores organizações, seis atuam em solo norte-americano. O número vai de encontro com uma informação revelada pela própria revista, onde diz que de todo o dinheiro arrecadado com esporte eletrônico, 40% encontra-se nos Estados Unidos.

Para calcular o valor de cada organização, levou-se em conta diversas fontes de renda que giram em torno das equipes. Ou seja, dinheiro de patrocínio, participação em receitas de campeonato, venda de mercadorias e premiação conquistada pela organização em um torneio.

De acordo com a Forbes, a receita dos esportes eletrônicos em todo o mundo vai chegar em US$ 1,1 bilhão neste ano. O número representa um aumento de 27% em comparação com o ano passado.

1 COMENTÁRIO

  1. […] Organizações são os times que contratam os players e disputam os campeonatos de diversas modalidades. No Brasil, temos alguns clubes de futebol que já abriram uma organização de eSports. Certamente, as mais conhecidas são Flamengo, que atua apenas no League of Legends, e o Corinthians que atua no Free Fire. Bem como temos grandes clubes do Mundo que tem parceria com organizações, como o PSG com a LGD, o Manchester City com a poderosa FaZe Clan, entre outras. Segundo a Forbes a organização Americana Cloud9 é a mais valiosa do mercado, valor estimado: R$ 1… […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img