Provedor de internet corta relação com empresas russas

Foto: Shutterstock

A empresa americana Cogent Communications, uma das maiores provedoras de serviços de internet do mundo e responsável por 25% de todo o tráfego global, cortou laços com clientes russos. O motivo, segundo a mesma, é evitar que o governo russo espalhe notícias falsas ou consiga atacar servidores ucranianos. A informação foi divulgada pelo Washington Post no último sábado (5).

A saída da Cogent da Rússia não irá resultar em uma desconexão total dos moradores de lá com a internet. Entretanto, a ação da empresa provavelmente causará lentidões e limitações de acesso aos usuários russos, uma vez que a Cogent tem em sua lista de clientes grandes companhias de telecomunicação do país.

anúncio betboomanúncio betboom

“Nosso objetivo não é machucar ninguém. Só não queremos permitir que o governo russo tenha outra ferramenta em seu arsenal de guerra”, disse Dave Schaeffer, CEO da Cogent.

Apesar de parecer lógica, a decisão foi questionada até mesmo por pessoas de fora do país e que são contra a recente invasão da Rússia à Ucrânia. Eva Galperin, diretora de cibersegurança na Electronic Frontier Foundation, foi uma das vozes que apontou que a ação da Cogent afeta até mesmo o poder de movimentos russos que pedem o fim da guerra contra a Ucrânia.

“Cortar russos do acesso à internet corta eles de fontes independentes de notícia e a habilidade de organizar protestos anti-guerra. Não faça o trabalho sujo de Putin por ele”, comentou Galperin em seu Twitter.

Vale ressaltar que o governo da Rússia já vem dificultando o acesso a diferentes fontes de notícias desde as últimas semanas, quando bloqueou, por exemplo, as redes sociais Facebook e Twitter.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

melhores cassinos online melhores cassinos online