Red Bull suspende piloto da F1 após racismo em stream de COD

Reprodução/Instagram

Reserva da Red Bull na Fórmula 1, Jüri Vips foi suspenso pela escuderia após fazer comentários racistas em uma live de Call of Duty na Twitch. O fato aconteceu em uma stream de Liam Lawson, piloto de base da Red Bull, quando Jüri se referiu aos negros como “nigga”. Em outro momento, o piloto fez um comentário homofóbico ao falar que a cor do boneco do companheiro, rosa, “é uma cor de gay”.

+ VALORANT comemora 2 anos com a chegada do Episódio 5: DIMENSÃO
+ Rio de Janeiro terá arena gamer pública
+ CS:GO: inventário mais caro do mundo, avaliado em US$ 2 milhões, é roubado

Em um comunicado publicado no Twitter, a Red Bull informou que suspendeu “o piloto júnior de todas os compromissos do time com efeito imediato após investigação completa sobre o incidente”. A escuderia disse ainda que condena “comentários abusivos de todos os tipos e temos política de tolerância zero para linguagem e comportamento racista dentro de nossa organização”.

O piloto se pronunciou no Instagram, pedindo desculpa pelo o que disse na stream: “Peço desculpas pela linguagem ofensiva durante a stream, hoje cedo. Esta linguagem é totalmente inaceitável e não retrata os valores e princípios que mantenho. Lamento profundamente minhas ações e este não é o exemplo que desejo dar”.

Além de ser piloto reserva da Red Bull na Fórmula 1, Jüri Vips vinha competindo na Fórmula 2, onde ocupa a 7ª colocação, com 51 pontos.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.