Riot anuncia demissão de 530 funcionários

Riot logo
Foto: Reprodução/Riot Games

Nesta segunda-feira (22), a Riot Games anunciou por meio de comunicado publicado em suas redes sociais que demitiu 530 funcionários, o que representa 11% dos Rioters globalmente. A empresa afirmou que os cortes foram necessários e alegam insustentabilidade financeira com o modelo de negócios que vinha sendo empreendido. 

“Durante a maior parte da nossa história, nós conseguimos evitar dias como esse, mas essa decisão é crítica para o futuro da Riot. Ela não está sendo feita para satisfazer acionistas ou atingir ganhos trimestrais — é uma necessidade. Ao longo dos últimos anos, nós direcionamos nossos esforços para mais e mais projetos sem lâminas afiadas o suficiente para decidir o que os jogadores precisam mais”, diz comunicado assinado por Dylan Jadeja (CEO da Riot) e Marc Merril (Diretor de Produto da Riot).

anúncio betboomanúncio betboom

“Os ajustes que estamos fazendo visam nos focar nas áreas que têm maior impacto na sua experiência ao mesmo tempo em que reduzimos investimentos em coisas que não fazem parte disso”, complementam.

+ Riot volta atrás e não irá mais cobrar por mudança de nick
+ CBLOL 2024 terá costreams pela primeira vez; saiba mais

Nova direção da Riot

No comunicado, é dito que o foco dos investimentos da empresa serão o League of Legends, VALORANT, TFT e Wild Rift. Em relação ao Legends of Runeterra, foi sinalizado que o jogo sempre teve dificuldade de se manter sustentável financeiramente e, por isso, sofrerá redução na equipe de desenvolvimento, além de ter seu foco alterado para experiências PvE (jogador contra máquina).

Também foi informado que o Riot Forge, selo em que a Riot estava lançando jogos baseado em suas propriedades intelectuais em parceria com desenvolvedores menores e independentes, será encerrado após o lançamento do título Bandle Tale: A League of Legends Story.

Rioters se manifestam sobre demissões

Logo após a publicação do comunicado, alguns Rioters se manifestaram na rede social X, informando que foram pegos na onda de demissões. Um deles foi Derek Dennis, que era responsável pelo gerenciamento de esports no VALORANT na América do Norte.

“Infelizmente eu fui impactado por isso. Honestamente, estou em choque e não sei como me sentir a não ser uma combinação de tristeza e medo nesse momento”, disse Dennis.

Outros funcionários da empresa como Stephen Auker, responsável por desenvolvimento de campeões, e Audrey Axt, ilustradora de artes conceituais, também foram à público informar suas demissões.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

melhores cassinos online melhores cassinos online