Santos está sendo processado por jogadores de LoL e R6; valor supera R$ 560 mil

Leonardo Sang / BBL Esports

Um dos primeiros clubes do futebol a investir nos esportes eletrônicos, o Santos está sendo processado junto da empresa que administra a marca, a Select, por ex-jogadores de League of Legends e Rainbow Six Siege. A informação é do ge, e o caso está correndo na Justiça do Trabalho.

A notícia do processo é dada poucas semanas após o Blog do Chandy, também do ge, afirmar que o Santos romperá a parceria que tem com a Select, em vigor desde 2018.

anúncio betboomanúncio betboom

+ Battlefield 2042 perde mais de 95% dos jogadores
+ CS:GO: Torcedor da G2 perde aposta e tatua logo do time vestido de palhaço
+ CS:GO: Torcedor da G2 perde aposta e tatua logo do time vestido de palhaço

Nicolas “destiny” Alves e Gabriel “hawk” Gomes são os jogadores que estão processando o clube e a empresa. Um desses processos está estimado em mais de R$ 560 mil, enquanto o outro em quase R$ 10 mil.

Destiny defendeu o Santos no Rainbow Six por um semestre na temporada passada, enquanto hawk jogou pela equipe de League of Legends do alvinegro em 2020.

O jogador de Rainbow Six está pedindo reconhecimento de vínculo empregatício e reintegração ao Santos, a fim de ter despesas médicas arcadas pelo clube. A alegação é que ele desenvolveu dermatite em decorrência das péssimas condições proporcionadas pelo alojamento fornecido pelo Peixe ao time da modalidade.

Destiny conta que sofreu com pagamentos atrasados, problema que prejudicou no tratamento da doença. Segundo o atleta, ele ficou dois meses no alojamento montado pela Select. O processo aberto por ele que pede R$ 566.081,29, sendo R$ 50 mil de indenização por danos morais e mais uma pensão vitalícia no valor de R$ 408.375,00. Soma-se ainda os honorários dos advogados.

Já hawk está cobrando da Select, em juízo, o reconhecimento de vínculo empregatício, FGTS, R$ 2.101,10 em multa e o pagamento do salário em aberto no valor de R$ 6.989,24. Segundo o atleta, parte da rescisão foi paga, enquanto a outra não.

Ao ge, a Select afirmou que não tratará assuntos jurídicos de forma pública, enquanto o Santos não retornou a reportagem, mas fez contestações ao processo.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

melhores cassinos online melhores cassinos online