Profissional de FIFA é preso após se disfarçar de idoso para ser vacinado contra Covid-19

Rubén Zerecero, um dos melhores profissionais de FIFA da América da Latina, foi preso no México junto com Christian Nieva, gerente de campanhas da Electronic Arts, após os dois se disfarçarem de idosos para serem vacinados contra a Covid-19. O caso ocorreu na Cidade do México, capital do país.

Zerecero e Nieva foram vacinados em um posto da Marinha no bairro de Coyoacán utilizando documentos de parentes do jogador. Zerecero, de 31 anos, usou a identidade do pai, enquanto Nieva, de 35 anos, estava em posse de um documento do tio do profissional de FIFA. Para esconder a real aparência, eles pintaram o cabelo de branco e vestiam capuz, óculos escuros, máscaras e protetores faciais, além de luvas de látex para não mostrar as mãos. Um deles também levou uma cadeira de rodas.

Foto: SSC

A farsa chegou ao fim quando um dos oficiais do posto desconfiou dos dois enquanto eles estavam na área de observação, pós-vacinação. Assim, as autoridades policiais foram chamadas e o gerente e o jogador foram imediatamente presos por suspeita de falsidade ideológica.

+ Adolescente bota fogo em casa após ser proibido de jogar Free Fire
+ Jogador coreano de Overwatch revela racismo sofrido nos EUA em meio à pandemia

Nesta quarta-feira (7), ambos compareceram à justiça para responderem ao crime, que tem punição de até 9 anos de prisão. Após ouvir os réus, o juiz determinou que eles deveriam continuar presos até o julgamento.

Rubén Zerecero é bem conhecido na comunidade latina de FIFA. Em 2009, ele foi vice-campeão mundial e em 2015, apareceu em uma campanha da Xbox que tinha como título “O melhor atleta de console”.

A Electronic Arts ainda não se manifestou sobre o caso.

Fonte: Ginx.TV e Milenio

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias