Free Fire: “Faltou muito diálogo, conversa e entender”, diz PlayHard sobre saída de Bak da LOUD

Parece que a saída de Gabriel “Bak” Lessa, na última terça-feira (20), da LOUD não agradou muito Bruno “PlayHard” Bittencourt, CEO da organização. Durante uma live na Twitch, o dirigente afirmou que foi pego de surpresa com a despedida do influenciador.

“Pra ser sincero, eu não sei direito o que está acontecendo. Tá sendo bem confuso, porque eu vi esse vídeo junto com vocês no Twitter. A gente descobriu junto com vocês na hora que postou nas redes sociais o vídeo da despedida”, contou PlayHard.

+ Liga NFA: Tropa domina com cinco BOOYAHs na rodada
+ Free Fire: Pacote Cruzado Caótico será lançado no próximo sábado

Em seguida, o mandatário da LOUD aproveitou para explicar que a saída de Bak não vai afetar a NOISE e que a divisão de emulador da organização segue normalmente.

“Não muda nada para nós, a não ser perder o Bak. É claro que a gente fica triste, meio confuso, mas a gente vai continuar fazendo o trabalho da forma mais intensa possível com a galera que tá aqui”, afirmou o CEO.

Além disso, ele explicou a razão pela qual a organização não se despediu de Bak: “Se a gente fizesse [um vídeo de despedida], ia parecer que estava mascarando alguma coisa, como se estivesse tudo bem. E, na verdade, não é bem assim. Não está tudo tão de boa”.

Para PlayHard, as coisas podiam ter se desenrolado de uma maneira diferente. “Faltou muito diálogo, conversa e entender. Mesmo que fosse impossível continuar, que não fosse possível a gente fazer nada para melhorar e voltar com mais alguma coisa, que fosse uma separação mais tranquila e não uma situação bem estranha que ficou”, afirmou.

Apesar deste imbróglio envolvendo a organização, o dirigente destacou o talento de Bak, que era, até então, capitão do time de emulador: “Qualquer time que ele estiver, o time estará bem servido. Espero que ele tenha anos de competitivo, porque o cara realmente amassa e é diferenciado”.

Por fim, PlayHard reconheceu toda a dedicação do jogador com a NOISE, divisão de emulador da LOUD, onde conquistou diversos títulos como a quarta edição da Liga NFA, a segunda temporada da Liga LBR, a Liga BDL e a La Copa.

“Ele fez uma história jogando pela NOISE que foi absurda. Ele merece cada título que a gente conquistou junto. É um capitão que realmente carrega e faz acontecer a parada”, disse o mandatário da LOUD.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img