Neste sábado (16), aconteceu a Free Fire World Series, campeonato global que reuniu doze equipes ao redor do mundo em busca do título de campeão mundial. O torneio teve uma premiação total de 400 mil dólares (aproximadamente 1,6 milhões de reais).

Vencedor da terceira temporada da Pro League de Free Fire brasileira, o Corinthians superou seus adversários e se tornou o mais novo campeão mundial da modalidade.

As quedas

Na primeira queda, o Corinthians se mostrou bem firme perante a seus adversários. Porém, quem levou a melhor foi a ILLUMINATE (Tailândia), que garantiu o BOOYAH. MVP da Pro League, Fixa conquistou cinco eliminações e foi o destaque da queda inicial.

Em seguida, o Corinthians teve um confronto direto contra a Sbornaya (Rússia), que sobreviveu ao ímpeto brasileiro e terminou na primeira colocação. Mesmo assim, com o destaque foi para Japa e seus sete abate. Com a performance, o Corinthians assumiu a liderança parcial da competição, com 780 pontos.

Na terceira queda, a Sbornaya brilhou no mapa Bermuda e garantiu seu segundo BOOYAH seguido. Com isso, a equipe russa assumiu a liderança. Dzarmard foi o destaque do time nesta queda, com sete eliminações. O Corinthians caiu para a terceira colocação.

Na quarta queda, a LOUD conseguiu ficar entre as quatro sobreviventes no mapa Purgatório. Entretanto, a equipe brasileira acabou caindo logo em seguida, vendo a Infinity Esports Mobile (América Latina Norte) garantir a primeira colocação. Com metade das quedas jogadas, o Corinthians ocupava a terceira colocação e a LOUD a sexta.

Classificação após a quarta queda (Imagem: Garena Free Fire)

A quinta queda foi marcada por uma briga intensa no final entre Sbornaya, Corinthians e LGDS. Mesmo pior posicionada, a equipe brasileira conseguiu abates importantes e quase conquistou o BOOYAH, que acabou ficando com a LGDS, com apenas um jogador vivo – Yoyo.

No sexto jogo, em Purgatório, o Corinthians sofreu logo duas eliminações no início, o que complicou demais a vida do time para o restante da queda. A LOUD também não se posicionou bem e foi rapidamente eliminada do mapa, saindo em 10º lugar.

Com apenas Level e Nobru vivos, o clube paulista não conseguiu sobreviver por muito tempo, caindo poucos minutos depois. O final da queda consagrou novamente a LGDS vitoriosa, que fez seu segundo BOOYAH e subiu na classificação.

Já na penúltima queda, a estrela corintiana finalmente brilhou. Em uma atuação digna do campeão da Pro League, os brasileiros garantiram o BOOYAH e levaram a definição do título para a última queda.

Na derradeira queda, o líder geral do campeonato, Sbornaya, caiu de forma precoce, sendo a segunda equipe eliminada no mapa. Em contrapartida, o Corinthians conseguiu sobreviver até o final e conquistou o seu segundo BOOYAH, se consagrando assim campeão mundial em 2019.

Veja a classificação final da Free Fire World Series:

1 – Corinthians (2.300 pontos)
2 – Sbornaya ChR (2.190 pontos)
3 – Illuminate (2.020 pontos)
4 – LGDS (1.695 pontos)
5 – Infinity eSports Mobile (1.580 pontos)
6 – Team Flash (1.455 pontos)
7 – Arctic Gaming (1.200 pontos)
8 – Dranix eSports (805 pontos)
9 – LOUD (790 pontos)
10 – Infinity_YT (765 pontos)
11 – Nawabzade (630 pontos)
12 – Samurai Team (490 pontos)

Deixe seu comentário