Nesta terça-feira (20), a Riot Games Brasil anunciou um pouco do que a comunidade pode esperar para 2020 e mais além. Dentre as grandes novidades, a organizadora afirmou que introduzirá o sistema de franquias já para esta temporada.

Segundo a Riot, a ideia das franquias é estabelecer um projeto onde as equipes consigam trabalhar a longo prazo. O sistema já é utilizado em outras regiões, como LEC, LCS e LPL e tem mostrado grandes resultados para as equipes.

“Este modelo permite às organizações uma visão de longo prazo para empreender projetos de investimento e crescimento, que são necessários para que possamos dar os próximos passos. A liga também se beneficia de uma visão de longo prazo, pois podemos construir projetos mais arrojados, com prazo maior, assim como outras regiões que já passaram por esta experiência”, afirmou a empresa em nota.

Com a mudança, o CBLoL não terá mais rebaixamento. Por isso, outro torneio a ser afetado será o Circuito Desafiante. O mesmo será realizado até o segundo split deste ano e a partir de 2021, dará espaço para uma liga academy.

O processo de transição para o sistema de franquias deverá ocorrer ao longo desta temporada. Tanto o CBLoL quanto o Circuito Desafiante, antes operado pela BBL, serão de responsabilidade da Riot Games. As competições terão início no próximo sábado (25) e em 3 de fevereiro, respectivamente.

A Riot também anunciou uma parceria com a Mastercard. Parceira global do League of Legends, a empresa de pagamentos estenderá seus patrocínios para o Brasil. Além disso, Red Bull, Gillete e Dell continuarão a apoiar a cena competitiva para este ano.

Deixe seu comentário