CBLOL: Diretor da Netshoes Miners comenta sobre possível venda da vaga

Foto: Reprodução/Combo Podcast

Em entrevista ao Combo Podcast – que é apresentado por Tácio Schaeppi (narrador do CBLOL) e Felipe Pietro – o diretor da E-Flix, Marcelo Fadul, responsável pela gestão da Netshoes Miners, falou sobre as possibilidades de vender a vaga pertencente à empresa no CBLOL. Tal situação ocorre por conta de possíveis conflitos de interesse envolvendo a Miners e a KaBuM! Esports, ambas pertencentes à Magazine Luiza.

O dirigente afirmou que não há a pretensão de vender seu espaço nas franquias, mas cogita três caminhos para o imbróglio envolvendo a KaBuM.

anúncio betboomanúncio betboom

“Existe algumas composições do que que pode acontecer: primeiro, Magalu e Miners se fundirem em uma e aí realmente sobra uma vaga. É uma opção. Existe a KaBuM Miners, por exemplo, e aí sobra uma vaga para o mercado. O tempo é curto, e aí a gente teria que comunicar a Riot, pode acontecer”, disse Marcelo.

“Pode continuar Netshoes Miners e acabar a vaga da KaBuM, e a vaga deles ficar disponível e a gente continua. E acabar o nome Netshoes Miners, continuar KaBuM, e ser como você bem disse, Coca-Cola Miners, Samsung Miners, qualquer Miners. Essas são as três opções. Não tem como fugir delas”, complementou o dirigente.

+ LoL: Riot estuda introduzir novo tipo de skin que custa mais de 2 mil RP
+ LoL: Patch 12.5b traz nerfs em Zeri e Jinx

Atualmente, a Netshoes Miners encontra-se na sexta colocação da fase regular do 1º split do CBLOL de 2022. A organização seguirá utilizando os naming rights da loja de artigos esportivos da Magazine Luiza apenas para este semestre. Para o segundo split, a E-Flix terá de encontrar um novo parceiro ou seguir apenas como Miners.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

melhores cassinos online melhores cassinos online