Miners terá que encerrar o patrocínio com a Netshoes para continuar no CBLOL

cblol miners franquias
Foto: Reprodução/Miners

A Riot Games Brasil anunciou nesta segunda-feira (13) que a Miners terá que romper o patrocínio da Netshoes até o dia 31 de maio de 2022 para manter sua vaga no CBLOL. O motivo é a compra da KaBuM pela Magazine Luiza, que também é dona do e-commerce voltado para artigos esportivos.

Assim, sendo a Magazine Luiza dona das duas empresas, pode ocorrer conflito de interesse entre as equipes. Inclusive, um dos pontos do regulamento do CBLOL diz o seguinte: “Nenhum dono de time, gerente ou afiliado de um dono pode controlar, direta ou indiretamente, ou ter interesse financeiro direto (ex.: ser dono) ou indireto (ex.: um acordo contratual), ou ser um funcionário ou membro de mais de uma organização participante de uma liga profissional de League of Legends”.

anúncio betboomanúncio betboom

+ CBLOL: Com contratação de Decoy, INTZ fecha equipe para 2022
+ CBLOL: KaBuM anuncia elenco com volta de Parang e Wiz
+ CBLOL: Com jogadores do academy, Flamengo apresenta equipe para 2022

A empresa titular da vaga da Netshoes Miners é a E-Flix, e a relação existente entre a Netshoes e a Miners é apenas de patrocínio, junto do direito de incluir a marca no nome da equipe. Como a Netshoes é a principal patrocinadora da equipe, a Riot permitiu que a Miners mantenha o vínculo com o e-commerce até o fim do primeiro split de 2022, para que assim a E-Flix tenha tempo para encontrar novos parceiros comerciais.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

melhores cassinos online melhores cassinos online