Times do VCT recusam testar jogadora apenas por ser mulher

mel valorant
Foto: Wojciech Wandzel/Riot Games

Vencer oito vezes o Game Changers norte-americano e ser considerada uma das melhores do mundo não está sendo o suficiente para Melanie “meL” Capone conseguir vaga em testes nos times do VALORANT Champions Tour (VCT).

De acordo com o jornalista Rod “Slasher” Breslau, a norte-americana da Version1 está sendo negada por times do tier 1 a participar dos treinos. A desculpa? Eles não querem mulheres na line.

anúncio betboomanúncio betboom

“Ela tentou várias vezes treinar com times do tier 1, mas toda vez havia pelo menos um jogador no time que dizia que não queria jogar com uma mulher”, contou Slasher.

O jornalista também contou que isso não é um problema exclusivo do VALORANT. Ele lembrou que problema parecido aconteceu com Michaela “mimi” Lintrup, quando a dinamarquesa ainda competia no Counter-Strike.

“Ela me disse que não poderia nem fazer testes para equipes do tier 2 ou mesmo para do tier 3 exatamente pelo mesmo motivo. Os jogadores desses times não queriam treinar com uma mulher”, disse.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários 1
  1. Não é por nada não, mas mulher é muito mais emocional que homem e pode até mesmo causar sentimentos e emoções no resto do time. Se querem vencer, então é melhor evitar esse tipo de membro na equipe, vão julgar, claro que vão, mas foda – se o que importa é vencer e se para vencer precisa ter 100 homens na equipe então vão contratar 100 homens.

melhores cassinos online melhores cassinos online