The Union anuncia saída do VALORANT: “Descaso com o cenário nacional”

valorant the union
Foto: Bruno Alvares/Riot Games

Bicampeã do VALORANT Challengers Brasil em 2023, a The Union anunciou nesta segunda-feira (7) sua saída do cenário competitivo. Em nota, a organização informou que todos os seus jogadores foram movidos para o banco de reservas em virtude da ausência de informações sobre o calendário competitivo para 2024. Apesar disso, facilitará as negociações dos atletas com equipes das franquias.

“Em nossa visão, o desmantelamento do cenário nacional de VALORANT — o Tier 2 perante o VCT Americas — estava nos planos da desenvolvedora. O formato proposto pela Riot para 2024 não contempla organizações profissionais. Não contempla empresas e jogadores que vivem disso enquanto trabalho, não contempla atletas profissionais e a estrutura que eles demandam para obterem excelência competitiva”, diz parte do comunicado.

anúncio betboomanúncio betboom

Após o comunicado da The Union, CF, dirigente da organização, saiu na bronca com a Riot Games a respeito do “sucateamento do tier 2” no Brasil, em publicação em sua rede social.

“Simplesmente surreal imaginar que após toda nossa jornada, saindo de um open qualify, vencendo o primeiro split e depois o segundo de forma invicta, sejamos obrigados a deixar tudo isso por conta do abandono da publisher e do descaso com o nosso cenário nacional”, disse CF indignado.

“No fim das contas, a Riot Games sucateou o tier 2 a ponto de afastar todas as organizações profissionais que gostariam de crescer aqui dentro. Agora, conseguiram o seu objetivo de criar um celeiro para os times da franquia”, complementou.

A The Union é a sétima organização a formalizar sua saída do VALORANT. Além dela, ODDIK, TropiCaos, Liberty, Vivo Keyd Stars e 00Nation também deixaram a modalidade, enquanto que a TBK Lusa rescindiu com seu elenco.

Assim, a RED Canids é a única ainda a não formalizar uma saída oficial, mas colocou os jogadores Gustavo “gtn” e Matheus “DeNaro” no banco de reservas.

Leo Faria, Head Global de Esports do VALORANT, revelou que novidades a respeito do circuito tier 2 para a próxima temporada devem ser reveladas até o final de agosto.

Confira na íntegra o texto publicado por CF:

“É simplesmente surreal imaginar que após toda nossa jornada, saindo de um open qualify, vencendo o primeiro split e depois o segundo de forma invicta, sejamos obrigados a deixar tudo isso por conta do abandono da publisher e do descaso com o nosso cenário nacional.

No fim das contas, a Riot Games sucateou o tier 2 a ponto de afastar todas as organizações profissionais que gostariam de crescer aqui dentro. Agora conseguiram o seu objetivo de criar um “celeiro para os times da franquia”. Os times da franquia terão negociações muito fáceis, já que nenhum dos meninos estará sob contrato com organização alguma.

A grande questão é que para esses talentos aparecerem, crescerem e aflorarem, é necessário MUITO trabalho duro e investimento, e podem ter certeza, em breve esse impacto chegará às franquias e a competitividade será cada vez mais fraca.

O que mais me gera indignação aqui é o fato da publisher ser renomada, extremamente competente e reconhecida pela sua capacidade de organizar competições e fomentar cenários dentro dos esports.

O próprio CBLOL é um grande sucesso, competições eletrizantes, cenário sustentável e recursos abundantes. A mesma publisher que faz o CBLOL, faz o VCB — que não tem patrocínio, que não tem investimento e que não tem nem uma van sequer para levar os atletas para o estúdio em dia de jogo.

A Riot se nutria de todos nossos esforços para fomentar o cenário e usava a imagem dos nossos atletas, mas o retorno nunca chegou (e nem vai chegar) para a organização. Foram várias as reuniões com os representantes da Riot BR propondo soluções, sugerindo mudanças e apontando as falhas críticas que vinham sendo cada vez mais evidenciadas em nosso cenário, mas a resposta foi sempre de que as ordens vinham de cima pra baixo.

Não preciso nem bater na tecla do calendário que desenvolveram, ou das mudanças sem sentido propostas para a próxima temporada. Isso é chover no molhado. As promessas de mudanças no calendário foram só promessas mesmo. Só nos resta a tristeza de ter montado um time extremamente competente, profissional e dedicado, escalado o cenário nacional e ser sufocado pela publisher.

Muito mais triste ainda pelos nossos atletas, que sempre foram brilhantes nas suas funções, dedicados e comprometidos ao extremo, trabalhadores e disciplinados, sagraram-se bicampeões brasileiros, e são recompensados com essa situação. Extremamente triste com a decisão e, como empresário, decepcionado com a Riot Games”.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

melhores cassinos online melhores cassinos online