VMBR: “Um dos grandes clássicos do cenário”, afirma Carlão sobre duelo contra Gamelanders

spot_imgspot_imgspot_img

A FURIA derrotou a Imperial Esports pelas quartas de final do VALORANT Masters Brasil. Neste último sábado (15), Carlos “Carlão” Mohn, treinador dos Furiosos, conversou com os jornalistas sobre o desempenho da equipe na série.

+ VMBR: CeV cita amadurecimento e coletivo forte da paiN após vitória contra Vorax
+ Guia da cobertura completa do VALORANT Masters Brasil

Ao ser perguntado a respeito da mudança de agentes no time, principalmente com Gabriel “qck” Lima, Carlão afirma que o grupo não se contenta em usar apenas uma única composição ou pick específico.

“Essa dinâmica de trocar composição, conceito e ideia é algo que temos bastante na nossa equipe. A gente não se contenta em ficar apenas com uma composição, um agente específico, gostamos muito de mudar. Isso dá um playbook maior para gente, nos tornando um time ainda mais dinâmico”, contou o treinador.

Sobre o desempenho do time na Haven, ele afirma não que não tinham muitas informações sobre a Imperial neste mapa, e por isso, acabaram sendo surpreendidos no confronto.

“A gente tem um pré-jogo muito bom, igual sempre fazemos, estudando os pontos fracos das equipes. Fomos surpreendidos na Haven, até porque não tínhamos informações da composição deles, e não conseguimos impor nossa defesa e acabamos tomando um placar elástico na defesa”, comentou Carlão.

Quanto aos outros dos mapas, Carlão disse que o grupo já havia estudado a maneira como o adversário jogava e isso de certo modo facilitou na preparação, além de exaltar o bom plano de jogo trazido na Split.

“Na Ascent, tínhamos bastante informação deles, por isso conseguimos aplicar um placar elástico. Em Split, temos um plano de jogo muito forte como time, Mesmo sem estudar o adversário, conseguimos ter um jogo impactante”, disse Mohn.

Carlão também destacou as atuações individuais de Augustin “nzr” Ibarra e Alexandre “xand” Zizi, principais nomes da FURIA no duelo. Segundo ele, a experiência de ambos conta bastante o coletivo da equipe.

“Atuações individuais sempre vão ser o diferencial de um time que consegue extrair um ás na manga. Acho que a gente foi um time mais lapidado para este confronto”, comentou o treinador. “Quando o coletivo começa a encaixar bem, alguns jogadores individuais começam a aparecer. Por eles terem uma experiência muito boa, na hora que precisam aparecer eles aparecem”, completou.

Sobre o confronto contra Gamelanders, Carlão afirma que eles ainda são o time a ser batido e os coloca como os maiores do cenário nacional.

“Sempre estaremos preparados para todos os confrontos. E este em específico tem um gostinho a mais. É o time que todos querem bater, são os maiores do VALORANT no Brasil. Estou ansioso para este confronto”, revelou.

Por fim, ele afirma que o duelo entre as equipes já é um dos grandes clássicos na modalidade. “Um dos grandes, senão o grande clássico do cenário. Jogar um clássico é sempre gostoso, uma adrenalina mais e estamos preparando para isso”, finalizou o treinador da FURIA.

A equipe encara a Gamelanders no próximo sábado (20) pela vaga na grande final do Masters. A transmissão será realizada nos canais oficiais do VALORANT Brasil no YouTube e na Twitch.

spot_imgspot_imgspot_img

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimas notícias