VALORANT: Vorax Fusion é desclassificada do First Strike Brasil

Ambas as organizações do First Strike Brasil e da Vorax anunciaram na tarde desta quinta-feira (3), a desclassificação do time Vorax Fusion do torneio presencial. O motivo foi o teste positivo para COVID-19 de dois jogadores, Leonardo “fzkk” Puertas e Hiago “delevigne” Baldi.

Já previamente noticiado, fzkk tinha sido testado nas vésperas da competição, então um outro teste em toda a equipe precisou ser refeito. Anteriormente, Matheus “dragonite” Pereira também havia testado positivo para a Covid-19, mas em um novo teste realizado para o evento na LAN, ele deu negativo.

De acordo com o comunicado emitido pela própria Riot, a empresa “conta com o apoio de uma consultoria especializada na implantação de normas preventivas à COVID-19 e na sanitização dos ambientes do evento e tem testado todos os jogadores diariamente”.

+ Riot Games revela planos para uma Liga Feminina de VALORANT
+ LoL: Vorax anuncia line-up e uniforme em transmissão

A decisão da retirada de seus jogadores do evento também veio da própria Vorax, informando que, mesmo assintomáticos, isso não diminui o risco de contágio para terceiros.

Por conta disso, a Havan Liberty foi automaticamente classificada para as semifinais. Além disso, o jogo entre Imperial Esports e paiN Gaming foi alterado para às 17:00, horário este em que seria realizado a partida da Vorax Fusion.

O evento principal do First Strike Brasil está sendo realizado nos Estúdios da Riot Games em São Paulo, sem a presença de torcedores na platéia ou nos arredores do prédio, com as transmissões feitas pelos canais oficiais do VALORANT Brasil no YouTube e na Twitch e na televisão através da ESPN.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias