CoD Mobile: Laudo aponta que acusado de matar Sol não tem doença mental

spot_imgspot_img

Crime que chocou a comunidade brasileira de esports em fevereiro deste ano, o assassinato da jogadora Ingrid “Sol” Bueno voltou a ser assunto neste mês. Isso porque o acusado de cometer o crime não apresenta indícios de sofrer distúrbios psicológicos, de acordo com o laudo produzido por peritos. A informação foi publicada pelo UOL.

+ Gaules doa R$ 10 mil para cirurgia de retirada de tumor no cérebro
+ Beta de Call of Duty: Vanguard começa nesta sexta-feira
+ China pede para que empresas parem de produzir jogos com homens “afeminados”

O Ministério Público de São Paulo (MPSP) informou ao site que o réu tem capacidade de entendimento e, com isso, pode ser levado a júri. Inclusive, segundo um dos promotores do caso, tal pedido já foi feito.

Ao UOL, a defesa de Guilherme Alves Costa informou que está em busca de uma contraprova para o laudo. Os defensores dizem que o acusado necessita de um tratamento com aplicação de medida de segurança.

O assassinato de Sol ocorreu no fim de fevereiro em Pirituba, zona norte de São Paulo. A jovem foi morta na casa de Guilherme, que foi preso em flagrante após ser convencido pelo irmão a se entregar na delegacia. Ele, inclusive, teria revelado o crime no grupo de WhatsApp da organização que representava, a GAMERS ELITE, com direito a imagens do ato.

Você conhece a Cyber.bet?

A Cyber.bet é um dos maiores sites para apostas em esports do mundo e fechou uma parceria com o The Clutch para trazer aos nossos leitores uma super promoção. Qualquer depósito até R$ 600 receberá um bônus de 100%. Mais dinheiro, maiores os ganhos!

Gostou? Então clique aqui e receba seu bônus agora!

spot_imgspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img