CS:GO: Gambit e Virtus.pro são banidas do PGL Antwerp Major

Foto: Reprodução/PGL

A PGL anunciou neste sábado (9) que as organizações Gambit e Virtus.pro estão banidas tanto das competições Regional Major Ranking (RMR) como do próximo Major de CS:GO, o PGL Antwerp. A punição se deve ao fato das equipes terem conexão com o governo russo e segue um movimento já difundido nos esports, que vem proibindo organizações do país de participarem de torneios internacionais – como foi o caso da ESL e da Ubisoft com o Rainbow Six Siege.

Vale ressaltar, no entanto, que os elencos de VP e Gambit ainda poderão jogar os torneios mencionados sob uma tag neutra, conforme foi feito na ESL Pro League 15.

anúncio betboomanúncio betboom

“A invasão russa em andamento na nação soberana da Ucrânia causou imenso sofrimento e dor humana. Todos esperamos uma resolução pacífica para a guerra e a minimização de mais baixas e tragédias. Com a atual situação terrível em mente, decidimos que indivíduos e organizações com conexões com o governo russo não poderão ser representados nas próximas partidas do RMR e no PGL Antwerp Major”, afirma o comunicado da PGL.

A ligação da Virtus.pro com o governo russo é indireta e se dá pela empresa dona da organização, a ESforce holding, que por sua vez pertence à companhia VK, a mesma da rede social. Mais de 50% das ações da VK foram compradas pela empresa de seguros Sogaz, que sofreu sanções da União Europeia em fevereiro.

Já a Gambit pertence à maior operadora de telefonia da Rússia, a MTS (Mobile TeleSystems), que tem como acionista majoritário o oligarca russo Vladimir Yevtushenkov.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

melhores cassinos online melhores cassinos online