Gamers Club anuncia Pride Cup, campeonato de CS:GO destinado à comunidade LGBTQIA+

Nesta terça-feira (30), a Gamers Club CS anunciou a Pride Cup, campeonato showmatch destinado à comunidade LGBTQIA+. A competição vem em celebração ao mês da diversidade, onde questões como gênero, sexualidade e diversidade racial são discutidas a fim de dar visibilidade às minorias e levantar questões de políticas públicas e, principalmente, de respeito e igualdade.

A ação contará com a parceria de Olga “Olga” Rodrigues, primeira jogadora profissional transsexual do CS:GO, e que atua pelo time feminino da Black Dragons.

A competição contará com 35 jogadores pertencentes à comunidade LGBTQIA+, que serão divididos em 7 times. Haverão dois grupos, sendo um com quatro equipes e outro com três, onde os dois melhores de cada avançarão para a próxima fase.

Os playoffs contarão com semifinais e a grande final, sendo disputado em formato melhor de três (MD3) no dia 12 de julho. A transmissão do campeonato acontecerá através dos canais oficiais da Gamers Club na Twitch.

+ CS:GO: Com FURIA e sem MIBR, ESL revela times de Cologne 2020
+ CS:GO: Natus Vincere reassume liderança do ranking mundial da HLTV

Para Affonso Malta, membro do Comitê de Diversidade da Gamers Club, o projeto Pride Cup tem como propósito dar voz e visibilidade à diversidade e também aos profissionais que fazem parte dela. “Criado com muito carinho, o campeonato torna-se o primeiro evento LGBTQIA+ e é um passo muito importante para que nossa comunidade sinta-se abraçada”, disse.

Ação beneficente

Além das disputas, haverá também a possibilidade dos espectadores fazerem doação para uma ONG. Toda a arrecadação feita será destinada à CASA 1, projeto de sociedade civil que acolhe jovens entre 18 a 25 anos que foram expulsos por suas famílias por suas orientações afetivas sexuais e identidade de gênero.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias