“Não vão trocar nada”, diz coldzera sobre possíveis mudanças nas mecânicas do novo CS

coldzera
Foto: Reprodução/00 Nation

Em meio a preparação para a ESL Pro League Season 17, Marcelo “coldzera” David opinou em live sobre a chegada do novo Counter-Strike. Na opinião do líder da 00 Nation, se a Valve resolver mexer na parte da gameplay do FPS, isso fará com que muitos jogadores migrem para títulos concorrentes, como o VALORANT.

“Se mudarem [as mecânicas], vão perder bastante player. Se mudarem tudo, alguns times vão broxar, alguns jogadores jogadores vão broxar e aí tem grande risco da galera migrar para o VALORANT”, opinou.

anúncio betboomanúncio betboom

+ ESL Pro League 17: vitória sobre BIG coloca FURIA nos playoffs
+ ESL Pro League 17: Imperial perde de virada e é eliminada

Por conta disso, o duas vezes campeão mundial acredita que o Source 2 trará apenas mudanças superficiais: “Quando falamos de engine, trocam apenas alguns gráficos, algumas correções de bug, adicionam coisas novas para dentro do jogo, provavelmente sistema de ranque, todos servidores com ticket 128. Engine é apenas a parte superficial do jogo. Dentro do jogo, garanto que não vão trocar nada. Recoil, essas paradas, não vão mudar nada”.

O Source 2 no CS:GO voltou a ser assunto na comunidade nesse domingo (5) após o jornalista Richard Lewis informar que a Valve trabalha numa versão do FPS, a qual pretende lançar a versão beta ainda em março ou no máximo em 1º de abril.

“As fontes explicaram que a criação do jogo vem sendo algo prioritário para o time da Valve, que inclui membros que supervisionaram o desenvolvimento de iterações prévias da franquia Counter-Strike. Isso, eles disseram, pode explicar por que alguns problemas no CS:GO estão sendo deixados de lado por algum tempo”, disse Lewis.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

melhores cassinos online melhores cassinos online