Deposite $10 e ganhe mais $10

No fim do ano passado, o Grupo Astralis, empresa responsável pelos times Origen (League of Legends), Astralis (CS:GO) e Future FC (FIFA) surpreendeu o mundo ao anunciar sua entrada na bolsa de valores. Assim, se tornou a primeira organização de esports a ter suas ações negociadas em público. Elas fazem parte da Nasdaq de Copenhague, Dinamarca.

Por conta disso, os relatórios da empresa agora passam a ser públicos, podendo ser consultados por qualquer pessoa. E o primeiro não foi muito animador. Isso porque o grupo apresentou um prejuízo anual de U$ 5 milhões em 2019.

De acordo com a empresa, o faturamento total foi de aproximadamente U$ 7 milhões, acima do esperado, que era de cerca de U$ 6.2 milhões. Entretanto, ainda assim o grupo apresentou um prejuízo um pouco maior do que o planejado.

Segundo o relatório, 81% do faturamento da empresa veio do time de CS:GO, 16% da equipe de League of Legends e apenas 3% do elenco de FIFA. Quando dividido por categoria, 54% da arrecadação veio através de parcerias e patrocínios, 36% de premiações e ganhos com torneios e 10% da venda de material e adesivos in-game.

Foto: Divulgação

Arrecadação e despesas por time

O time de CS:GO, mesmo sendo um dos mais vitoriosos da história da modalidade, apresentou prejuízo em 2019. Os números mostram que a equipe gerou um total de U$ 5.7 milhões em faturamento, mas as despesas totalizaram cerca de U$ 6.4 milhões. O prejuízo foi de U$ 728 mil. Segundo a empresa, isso se deve a um aumento na porcentagem das premiações dada aos jogadores.

A equipe de LoL, por sua vez, gerou um total de U$ 1.16 milhão, mas gastou quase três vezes mais, com despesas de U$ 3.1 milhões. Ou seja, o prejuízo foi de quase U$ 2 milhões.

Por fim, a equipe de FIFA, inaugurada em outubro do ano passado, foi a única lucrativa no período. No total, ela gerou um faturamento de U$ 204 mil e teve despesas de U$ 58 mil. Um lucro de U$ 146 mil.

Previsões para 2020

Para este ano, o Grupo Astralis projeta uma pequena melhora, mas ainda acredita que terá prejuízos. O faturamento projetado é de U$ 8.6 a U$ 10 milhões, com um prejuízo que pode variar de U$ 500 mil a U$ 700 mil. Porém, a projeção não leva em conta os impactos do coronavírus no mundo dos esports.

Deposite $10 e ganhe mais $10

1 Comentário

Deixe seu comentário