A DreamHack e a ESL dos Estados Unidos anunciaram nesta segunda-feira (10) uma parceria com a Marinha americana, focada na divulgação da força militar em eventos e torneios presenciais.

A Marinha será patrocinadora oficial já para os próximos torneios do ano. Assim, as DreamHack Anaheim e Dallas serão as primeiras competições onde os militares irão aparecer. Lá, haverá uma estação de computadores onde o público poderá desafiar soldados e veteranos em diversos jogos.

“Assim como a Marinha, o esporte eletrônico exige uma variedade de habilidades, funções e um forte compromisso em continuar melhorando. Nossa parceria ajudará a alinhar a paixão da Marinha à competição com os fãs de esports, tanto nos eventos da DreamHack, quanto por meio de conteúdos exclusivos do canal da ESL”, disse o almirante Brendan R. McLance.

Novo foco

O patrocínio faz parte das novas diretrizes de marketing da Marinha, que mudou completamente o foco do seu orçamento para 2020. A partir deste ano, a força militar aumentará sua presença nos esportes eletrônicos e no YouTube e não aparecerá mais no Super Bowl, as finais do futebol americano, um dos maiores eventos esportivos do planeta.

A mudança ocorre pelo simples fato de que o público-alvo dos militares não está mais na TV. Segundo o Almirante Robert Burke, Chefe de Operações da Marinha, “estávamos pagando caro para propagandas no meio do Super Bowl, mas o nosso público-alvo não assiste aquilo”. As propagandas militares visam atingir o público de 17 a 28 anos.

 

Já conhece a Stattrak?

A Stattrak é um fantasy game para esportes eletrônicos onde você pode montar seu time com jogadores profissionais, pontuar e ganhar diversos prêmios!

Clique aqui e venha conhecer a Stattrak!

 

Foto de capa: Reprodução/Esport Observer

Deixe seu comentário