LoL: Quem é Rell e como ela pode acabar com a Rosa Negra e a aristocracia de Noxus

Faz pouquíssimo tempo que a Riot Games lançou um campeão de Noxus e já trouxe mais uma integrante para chacoalhar todos poderes estabelecidos da região. Essa é Rell, uma garota de 16 anos e que carrega seu ódio como fagulha para queimar toda a Rosa Negra e Noxus.

Antes dela tivemos a chega de Samira, uma grande arma do exército de Noxus que foi usada para uma série de empreitadas secretas. Mas Samira não sabia de todos os podres da Trifarix e Rosa Negra. Rell sabe.

E através disso temos a primeira campeã de Noxus que quer acabar com o Bastião Imortal como se esse fosse seu objetivo de vida. Rell tem muitos motivos para isso e não vai abaixar a cabeça para o exército mais cruel e treinado para a guerra de Runeterra.

Rell já está disponível para compra no jogo de League of Legends e foi pensada para ser um suporte/tank. Mas, pela flexibilidade de suas habilidades, já comecem a imaginá-la no topo ou mesmo de jungle, dependendo da build e proposta.

A campeã foi totalmente lançada após um vazamento ocorrer na madrugada do dia 22. Ela foi bem recepcionada pela comunidade pelo seu design, personalidade e principalmente por ser o tipo de rebelde que Noxus estava precisando.

Créditos: Riot Games

O lado obscuro de Noxus

Como bem disse os Devs da Riot Games, Noxus tem um problema que nunca foi muito bem explorado nas lores. Apesar de ser responsável pela criação do calendário atual de Runeterra, Noxus tem um passado sanguinário e nada saudável. Mordekaiser, Revenã de Ferro, foi quem comandou Valoran por mais de 4 séculos, liderando massacres com uso de magia negra e muito truculência.

Os comandantes mais fiéis traíram Mordekaiser para então começar a construir o que hoje é o Bastião Imortal. Leblanc está nessa história desde a criação de Noxus, como ficou chamada a região após a queda do Revenã. A bandeira da região sempre foi unir todas as regiões de Valoran (Freljord, Demacia e vilarejos menores que Noxus tomou o poder) a uma única ideologia: da guerra, da batalha, da luta.

Conhecida como a região mais armamentista de Runeterra, Noxus não só tem ótimos lutadores/espiões/atiradores, como também sempre fez o possível para controlar e fazer uso de magia.

Essa magia é explorada de várias formas, desde parcerias com armas de Piltover e Zaun, até o uso de magia das sombras e itens profanos. Exatamente pela ambição de conquistar Valoran, a Trifarix, Rosa Negra e a Aristocracia noxiana buscam novas formas de uso de magia, como os Darkin, que foram aprisionados em armas. A Riot explica isso melhor no texto de análise da Rell, mas segue um trechinho para vocês:

“A Rosa Negra, que comanda as operações clandestinas em Noxus, está interessada em coisas terríveis para aumentar os domínios e o poder do império”, explicou o líder de narrativa Jared “Carnival Knights” Rosen, no texto de análise da campeã. “Invocação de demônios, magia do Vazio, ressureição e subjugação de deuses mortos… Um pouquinho de tudo. Uma das coisas que esse grupo de aristocratas milenários descobriu foi a magia dos símbolos, a qual possibilita que a magia de seres vivos seja arrancada e inserida à força em outra pessoa.”

A motivação de Rell

A partir desse contexto, Rell foi uma criança usada pela Rosa Negra para obter poderes mágicos. Rell é uma mulher que tem o raro poder de controlar metais, um tipo de magia chamada ferromancia. Como noxianos comuns acreditam na força do exército de Noxus, os pais de Rell a entregaram para o exército treiná-la.

Quem mais proteger a Rell de todo o mal? Créditos: Riot Games

E quem ficou encarregado de treinar e usar a magia de Rell foi a Rosa Negra. Na jornada de descoberta, a manipularam e a isolaram de todos os seus companheiros de treinamento. Foi então que Rell descobriu que seus instrutores noxianos transformaram seus amigos em bonecos desprovidos de emoções e lembranças para extrair a magia deles e transferir para sua armadura.

A transferência de poder também era dolorosa para Rell, que começou o treinamento apenas com 8 anos de idade. Foi com 16 anos que ela deu um basta e destruiu todo o alojamento de treinamento para descobrir a verdade.

Quando Rell se deu conta de tudo que fizeram com ela, se rebelou. Simples assim. A motivação dela é para que essas injustiças não aconteçam mais, e para isso, todos os líderes noxianos precisam cair.

Motivações da Rosa Negra

A Rosa Negra é o poder oculto em Noxus, que faz suas artimanhas e comanda Noxus por debaixo do tapete. Seus líderes são Leblanc e Vladimir, mas Leblanc mesmo que faz os planos mais sórdidos e manipula quem quer que seja para conseguir mais poder e controle. No geral, os integrantes comuns da organização são da aristocracia noxiana.

Certamente Leblanc é uma das campeãs mais inteligentes e cruéis de League of Legends. Ela não mata com as próprias mãos, isso é o mais perigoso, pois ela manipula tudo e todos. Créditos: Riot Games

Leblanc não é uma figura pública de Noxus, mas sempre foi uma das comandantes da região através da Rosa Negra. Através dela que Mordekaiser caiu, que Kayn pegou a arma Darkin em Iônia, que mandou Darius para Freljord enquanto ocorria a mesma guerra. E também que manipulou Boram Darkwill para isolar Swain na guerra, prometendo a imortalidade a ele, e curar Elise, a enviando para as Ilhas das Sombras.

E aparentemente Leblanc também está metida na história de Rell. Na biografia da campeã há um trecho que vai de acordo com o visual da Leblanc e como ela é chamada por outros integrantes da Rosa Negra: “mulher pálida”.

“Mas outra pessoa notou a magia de Rell. Percebendo nela uma arma que poderia, um dia, enfrentar os inimigos mais antigos e odiados de Noxus, uma certa mulher pálida visitou a família, fazendo uma proposta sombria.”

Momento que Mordekaiser entra na história de Rell

Quando a Riot Games diz que Noxus pode um dia enfrentar inimigos antigos odiados, ela está falando do temido Mordekaiser. Leblanc teve participação fundamental para queda do Revenã, mas também sabe que não o matou. Mordekaiser tinha um plano maior pro futuro e aceitou sua morte, querendo construir seu exército do mundo dos mortos, por isso hoje ele está nas Ilhas das Sombras.

O exército que Mordekaiser está montando tem o objetivo de comandar Runeterra inteira, e não só Valoran. Como Leblanc sabe que o Revenã pode voltar ainda mais poderoso, está tentando achar uma forma de pará-lo quando for a hora.

E Rell tem uma magia de controlar metal. Ela é praticamente a inimiga natural do Mordekaiser. Por isso ela, como líder da Rosa Negra, foi até a família de Rell e fez a proposta para treinar ela de forma mais obscura, secreta.

O conceito do Mordekaiser é literalmente um morto dentro de uma armadura de ferro, como o Alphonse Elric de Fullmetal Alchemist. E Rell controla muito bem o ferro. Créditos: Riot Games

Acontece que o plano da maga farsante não deu certo, já que Rell se rebelou e como é uma mulher muito forte, todo o exército noxiano a teme. Rell é uma procurada, uma cabeça premiada em toda Noxus. Mesmo os membros mais fortes do exército Trifarix temem um dia ter que enfrentá-la, pois sabem que estão próximos da morte.

Se em Demacia tivemos Sylas, em Noxus teremos Rell querendo destronar tudo e todos e acabar com os experimentos malucos e sede de guerra que os líderes da região possuem. E caso alguns outros noxianos saibam de tudo sobre a Rosa Negra, é difícil imaginar magos protegendo os aristocratas e comandantes.

Como aconteceu em Demacia, que Lux e Garen são uma luz de esperança para que as coisas mudem ser tanto sangue derramado, em Noxus, é capaz que as coisas sejam o completo oposto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias