Streamer da Liquid, Haru tem conta banida no R6 por suposto uso de cheat

Haru Liquid
Foto: Reprodução/Team Liquid

Resumo

  • A influenciadora da Team Liquid Claudia “Haru” Andriolo foi banida do Rainbow Six Siege por suposto uso de cheat;
  • Em uma rede social, a própria criadora de conteúdo compartilhou o fato e pediu ajuda para recuperar sua conta;
  • ATUALIZAÇÃO: a conta de Haru foi desbanida nesta quarta-feira (10).

A influenciadora da Team Liquid Claudia “Haru” Andriolo compartilhou em seu perfil no Twiter, nesta terça-feira (9), que foi banida do Rainbow Six Siege por uso de cheat.

“Mas eu devo estar jogando bem pra porra esse R6 pra tomar ban por cheat (risos). Alguém me ajuda? Já mandei ticket”, disse a criadora de conteúdo.

anúncio betboomanúncio betboom

Ao que tudo indica, deve se tratar de uma falha do jogo, pois outros jogadores relataram passar por situação parecida.

Repercutindo a postagem da influencer da Cavalaria, a jogadora da w7m Lucia ”Luli” comentou: “A Haru leva ban por xitar, mas o cara girando na minha ranked tá se fazendo de helicóptero fazem 7 meses”.

A briga da Ubisoft contra os trapaceiros

Diante da crescente de trapaceiros no R6, a Ubisoft prometeu adotar medidas efetivas em prol da saúde do jogo. Nos consoles, por exemplo, foi implementado o “mouse trap”, mecanismo que, de maneira inteligente, promete acabar com o uso de mouse e teclado nos consoles.

Além disso, um inédito sistema de reputação foi criado para ajudar a desenvolvedora a identificar e, posteriormente, punir os jogadores que usam algum tipo de programa malicioso.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários 6
  1. Galera, a matéria não vai ser corrigida por que não continuaria gerando um monte de click de quem veio atrás da história completa, também evitaria um monte de compartilhamento apenas da chamada da notícia tendenciosa. Pelo visto a verdade não é interesse nem do portal nem da jornalista. Vida que segue, existem diversos portais e jornalistas da área.

  2. Que tal uma correção da matéria, visto que foi comprovado não ser verdade a acusação do título!
    Comprovadamente um notícia porca, redigida porcamente, com uma falsa acusação no título

  3. Acredito que seria legal redigir essa manchete de uma forma que não dê a entender que ela usou cheat, não?
    Ao ler a chamada deu impressão que ela estava realmente cheatando…

  4. A matéria cita o tweet de uma pessoa pública que nem sequer foi consultada sobre o ocorrido. Uma reportagem sem profundidade e utilizando a expressão “ao que tudo indica…” não deveria ser publicada.

melhores cassinos online melhores cassinos online