VALORANT: Riot confirma espaço para treinadores no lobby no Ato 3

spot_imgspot_imgspot_img

Em mais uma edição do “Pergunte ao VALORANT”, a Riot Games confirmou, nesta quinta-feira (15), a vaga para treinadores no lobby já para o Ato 3 do Episódio 2. De acordo com a desenvolvedora, ainda há planos para fornecer ferramentas de análises futuramente.

+ Vision Strikers sofre 1ª derrota desde que estreou no VALORANT
+ VALORANT: Novo mapa e slot para treinador vazam após atualização
+ VALORANT: Atualização 2.07 traz buff em Astra e ajustes em Raze e Viper

“No geral, encaramos a relação entre treinadores e jogadores como uma dinâmica importante para o nosso Esport. Já temos algumas ideias que gostaríamos de colocar em prática, então vamos conversar com jogadores (especialmente líderes do jogo) e treinadores num futuro próximo para concretizar esses planos”, contou Riley Yurk, Estrategista de Esports de VALORANT.

Contudo, foi revelado que a versão do espectador para treinadores será bem básica e que irá evoluir com o passar do tempo. “Queremos aprimorar ainda mais as ferramentas para treinadores com o auxílio dos participantes do VCT”, completou.

Assim, é esperado que os treinadores possam acompanhar as partidas dentro do VALORANT sem a necessidade de usar a tela de um jogador ou outros recursos a partir das finais regionais do Challengers, porém sem confirmação da Riot Games até o momento.

Distribuição de vagas para Reykjavíc

Quando perguntada sobre a distribuição de vagas regionais para o VALORANT Masters Reykjavíc, na Islândia, a publisher revelou que pretendia realizar um evento internacional o quanto antes.

“Enquanto fazíamos o planejamento do Mid-Season Invitational de League of Legends, tivemos a oportunidade de usar aquela estrutura para fazer um torneio internacional presencial de VALORANT com 10 equipes mais cedo do que o esperado”, disse Alex Francois, Líder Global de Operações Competitivas dos Esports de VALORANT. “Porém, com a limitação no número de equipes, nossa maior prioridade foi garantir que cada uma das sete regiões de VALORANT fosse representada em nosso primeiro evento global”, complementou em seguida.

Além disso, Alex também explicou o motivo pelo qual América do Norte, Brasil e EMEA (Europa, CIS e Turquia) foram escolhidos para receberem duas vagas nesta edição do Masters.

“Analisamos o seguinte em cada uma das regiões: público, visualizações, infraestrutura de Esports e participação das equipes nos torneios do VCT. Nesses critérios, a EMEA, a América do Norte e o Brasil ficaram muito bem classificados. No final, optamos por conceder uma vaga adicional para cada uma dessas regiões para otimizar a diversidade regional do nosso primeiro evento internacional e gerar um torneio mais emocionante”, revelou o rioter.

Contudo, ele afirmou que pode haver mudanças na distribuição de vagas futuramente, como foi visto em League of Legends com o Mid-Season Invitational e o próprio Campeonato Mundial. Para saber mais sobre esta edição especial do Pergunte ao VALORANT, clique aqui.

spot_imgspot_imgspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimas notícias