Wild Tour Finals: “Vai ser muito gratificante”, conta Maynah sobre duelo contra SuitS

wild tour finals maynah
Foto: César Galeão e Bruno Alvares/Riot Games Brasil

Após duas séries disputadas neste sábado (7), a Vivo Keyd está na grande final do Wild Tour. Antônio “Maynah” Araújo, suporte dos Guerreiros e MVP nas partidas contra Miners e Liberty, conversou com o The Clutch sobre a caminhada do time nas finais do campeonato nacional, a classificação para o Icons e a decisão contra a Omegha Esports.

+ Wild Tour Finals: Omegha e Vivo Keyd decidirão o título nacional
+ Wild Tour Finals: “Esperávamos algo equilibrado”, diz SuitS após vitória dominante sobre a Liberty

anúncio betboomanúncio betboom

Falando sobre as séries, Maynah destaca o empenho realizado nas últimas semanas para chegar bem para a fase final da competição.

“Eu acho que joguei muito bem, foi uma performance muito boa. Eu me preparei muito durante as últimas duas semanas. Então tenho uma malemolência muito grande em conhecer o mapa, e isso faz com que eu consiga espaço e brechas que fazem o jogo rodar melhor. Consegui achar espaços que não conseguia antes e foi isso que fez eu jogar bem”, destacou o suporte.

Sobre jogar duas séries num mesmo dia, o jogador afirma que gera cansaço, porém não é um empecilho na busca pelos grandes resultados conquistados pela Vivo Keyd, tanto na semifinal quanto na final da chave inferior.

“Foi meio cansativo, mas a raça e o calor da emoção ajudam muito na hora do jogo. A gente veio de uma série anterior que a gente tenha já tinha mostrado, entre aspas, estratégia para o outro time, mas fomos com a cabeça no lugar e isso foi o diferencial para entrar no jogo com vontade e ganhar”, contou Maynah.

A respeito da classificação para o Icons, Campeonato Mundial de Wild Rift, o suporte destaca o grande feito, muito por conta da evolução da Vivo Keyd da fase regular até os playoffs do Wild Tour.

“Foi muito importante para a gente essa vaga, porque não viemos de um bom campeonato na fase regular, mas crescemos muito para a fase de playoffs. Éramos um time desiludido, que ninguém acreditava, e agora chegar na final e conseguir a vaga no Icons é uma sensação maravilhosa”, celebrou.

Ele ainda complementa falando sobre as críticas que o time vinha sofrendo da comunidade e afirma que poder provar o contrário dentro do palco foi um sinal de dever cumprido por parte do time.

“Muita gente criticou, não confiou na gente. As redes sociais estavam muito em cima de nós, e mostrar que eles estavam errados, que nosso trabalho deu frutos dá uma sensação de trabalho cumprido e de realização muito grande”.

Em relação ao duelo contra Patrick “SuitS” Castelannos”, ex-companheiro de Só Agradece e finalistas do Wild Tour de 2021, Maynah acredita que será bacana reencontrá-lo na busca pelo título nacional.

“Vai ser muito gratificante enfrentar o SuitS. Fomos companheiros por muito tempo, temos bastante história juntos e, agora, se enfrentar numa final, sendo que ele estava comigo na final passada vai ser um duelo muito da hora”, disse o jogador.

“Acho que os dois sentem muito essa sensação de querer um ganhar do outro, porque éramos dois caras que conversavam sobre estratégia na Só Agradece, então meio que vai bater o que um acredita dentro do jogo com o que outro acredita e vai meio que os dois se confrontarem”, completou Maynah.

Quanto ao embate contra a Omegha, ele destaca favoritismo para o rival, diante do resultado mostrado na final da chave superior. Para Maynah, porém, a Vivo Keyd tem um plano de jogo capaz de lidar com eles e buscar mais um resultado histórico.

“A Omegha vem com favoritismo, tanto que mostraram contra a Liberty, que eles fizeram um 3-0 com um jogo bem sólido. Mas acho que temos grandes chances, pois nosso jogo é especificamente bom contra eles, confronta mais com a Omegha. Então, a gente tem grandes chances de sair bem nessa série, principalmente se trabalhar bem o mapa”, pontuou.

Por fim, o jogador também comentou sobre o calor e o apoio da torcida ao longo das duas séries disputadas. Para ele, isso foi um grande diferencial para que a equipe pudesse manter a confiança

“Sensacional, não tem o que falar. Aquela torcida gritando ‘VK, VK’, acredito que foi um buff muito importante contra a Liberty para a gente sair com vitória. Se a gente estivesse pra baixo, não tão animado, tenho certeza que não sairíamos com essa vitória. Então a torcida foi o nosso sexto player, foi o diferencial”, finalizou Maynah.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

melhores cassinos online melhores cassinos online